sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 40 mortos e 83 feridos em três atentados no Iraque

Pelo menos 40 mortos e 83 feridos resultaram de três atentados à bomba, ocorridos esta segunda-feira em locais distintos do Iraque.

De acordo com uma fonte de segurança, além das mortes e ferimentos, a explosão do engenho, perto de um mercado popular, causou danos materiais severos nos estabelecimentos comerciais circundantes, bem como nos demais veículos estacionados no local. (Arquivo)

De acordo com uma fonte de segurança, além das mortes e ferimentos, a explosão do engenho, perto de um mercado popular, causou danos materiais severos nos estabelecimentos comerciais circundantes, bem como nos demais veículos estacionados no local. (Arquivo)

© STRINGER Iraq / Reuters

O rebentamento de um automóvel armadilhado junto a uma estação de miniautocarros na cidade iraquiana de Al Jales, 20 quilómetros a norte de Baquba, capital da província oriental de Diyala, resultou em pelo menos 35 mortos e 40 feridos.

De acordo com uma fonte de segurança, além das mortes e ferimentos, a explosão do engenho, perto de um mercado popular, causou danos materiais severos nos estabelecimentos comerciais circundantes, bem como nos demais veículos estacionados no local.

Também em Al Zubair, na província meridional de Basora, um segundo carro-bomba explodiu, causando três mortos e 35 feridos, e no bairro de Al Huseiniya, na zona este de Bagdade, o rebentamento de uma terceira viatura armadilhada fez duas vítimas mortais e oito feridos.

No total, 717 iraquianos morreram em setembro devido a atos de violência no país, sendo, ainda assim, quase metade das 1.325 vítimas mortais contabilizadas em agosto, de acordo com os números da Missão da ONU no Iraque (UNAMI).

Além dos ataques terroristas em diferentes cidades, o Iraque também lida, desde junho de 2014, com uma sangrenta guerra contra os 'jihadistas' do Estado Islâmico, grupo que proclamou um califado nas zonas do Iraque e da Síria que estão sob o seu controlo.

Lusa

  • E agora?
    15:07

    Reportagem Especial

    Há uma semana, Portugal voltou a ser palco de uma tragédia que matou pelo menos 44 pessoas e deixou cerca de 70 feridas. Os incêndios destruíram mais de 800 casas, dezenas de empresas e explorações agropecuárias, mataram milhares de animais e consumiram uma gigantesca área de floresta. A reportagem da SIC andou pelo concelho de Tondela, onde três pessoas morreram e o levantamento de prejuízos ainda não está fechado.

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • "Não compreendi absolutamente nada a substituição do Casillas"
    1:58
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    Os guarda-redes de FC Porto e Benfica estão neste momento em destaque depois de José Sá ter assumido a baliza dos dragões em detrimento de Iker Casillas. Nas águias, Svilar repetiu a titularidade frente ao Desportivo das Aves. Os comentadores do programa Play-Off Rodolfo Rei, Rui Santos, João Alves e Manuel Fernandes analisaram as duas situações.

  • Famílias afetadas pelos fogos começam a receber bens de primeira necessidade
    2:30
  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quem são os lesados do BES?
    4:52