sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 1.800 pessoas socorridas no Mediterrâneo na 2ª feira

Mais de 1.800 pessoas, em barcos e botes pneumáticos, foram socorridas na segunda-feira, em seis operações distintas, ao largo da costa da Líbia, anunciou a Guarda Costeira italiana durante a noite.

reuters

Uma embarcação dos guarda-costeiros resgatou 717 refugiados, do total de 1.830, e uma segunda outros 115.

Um navio da marinha militar italiana socorreu 117 pessoas.

Nestas operações também participaram duas outras unidades estrangeiras, o irlandês Samuel Beckett, que socorreu 242 pessoas, e o britânico Enterprise, que integra o dispositivo europeu Eunavfor Med, que resgatou 639 pessoas.

Mais de 430 mil pessoas atravessaram o Mediterrâneo desde janeiro e outros 2.750 morreram ou desapareceriam durante a tentativa de atravessamento, segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM).

Daquele total, mais de 310 chegaram à Grécia e 121 mil à Itália, segundo a última contagem da OIM, divulgada em 11 de setembro de Genebra.

Uma nova fase da luta contra os traficantes de pessoas vai começar na quarta-feira, permitindo aos navios membros do Eunavfor Med intervirem nas águas internacionais.

Os navios de guerra europeus vão poder operar contra os traficantes, mas na condição de permanecerem em águas internacionais e não entrarem nas águas territoriais líbias.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC