sicnot

Perfil

Mundo

"Intensos" novos ataques russos na Síria, denuncia Observatório

Aviões de guerra russos voltaram a fazer "intensos" ataques a duas províncias sírias, disse hoje o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Reuters

Aviões "que se acredita serem russos" atingiram pelo menos quatro localizações na província central de Hama e três localizações na província de Idlib, no noroeste do país, de acordo com o Observatório.

A organização não tinha ainda dados relativos a vítimas do ataque, que aconteceu durante a noite e de madrugada, e que classificou como "mais intenso do que o habitual".

"Pela primeira vez, os ataques foram acompanhados de combate no terreno entre as forças do regime e os rebeldes", disse o diretor do Observatório, Rami Abdel Rahman.

As duas províncias já tinham sido fortemente atingidas por ataques russos na semana passada, com Moscovo a afirmar que o alvo era o grupo estado islâmico.

Os rebeldes sírios e os seus apoiantes acusam a Rússia de atingir várias forças da oposição, incluindo grupos moderados, e não apenas o autoproclamado estado islâmico.

Na terça-feira à noite, o Ministério da Defesa russo disse que levou a cabo ataques aéreos a 12 alvos do estado islâmico durante o dia, incluindo em torno da cidade de Deir Ezzor e nas províncias de Damasco, Idlib e Latakia.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".