sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas de pessoas mantêm contactos com estado islâmico nos EUA impossíveis de controlar

Dezenas de pessoas dos Estados Unidos mantêm contactos através da Internet com membros ou simpatizantes do grupo estado islâmico no estrangeiro que são praticamente impossíveis de controlar, indicou o FBI na quinta-feira.

© Yuri Gripas / Reuters

Perante o comité de Segurança Nacional do Senado, o diretor da polícia federal norte-americana (FBI), James Comey, explicou que quando o estado islâmico identifica alguém através das redes sociais suscetível de simpatizar com o grupo, passa a utilizar um 'software' de encriptação que impossibilita as autoridades de seguirem o rasto das comunicações.

"O estado islâmico está a mandar mensagens que envenenam a cabeça das pessoas com problemas. O nosso desafio é encontrar estas 'agulhas' no 'palheiro' nacional, determinar se os recetores são apenas consumidores do veneno ou estão dispostos a atuar, e impedi-los no caso de ser assim", indicou Comey.

A maior dificuldade em todo o processo, segundo o diretor do FBI, é que, uma vez encontrada a "agulha" (uma pessoa suscetível de cair nas mãos do estado islâmico), esta "desaparece" da rede ao começar a utilizar comunicações encriptadas, coincidindo com a sua etapa de "maior perigosidade".

De acordo com Comey, as mensagens encriptadas tornam-se impossíveis de seguir pelo FBI.

No entanto, explicou também que o Departamento de Justiça norte-americano mantém conversações com empresas tecnológicas para encontrar uma maneira de poder aceder, sempre com ordem judicial, a estas comunicações.

Questionado pelos senadores sobre a possibilidade de existirem terroristas entre os refugiados sírios que a administração de Barack Obama se comprometeu a acolher, Comey indicou que "não existe risco zero" e que, por isso, é preciso "ter cuidado".

Por seu lado, o diretor do Centro Nacional Antiterrorista, Nicholas Rasmussen, assegurou que 28 mil pessoas viajaram para zonas controladas pelo estado islâmico durante os últimos três anos, incluindo 5.000 ocidentais e, entre estes, 250 norte-americanos.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.