sicnot

Perfil

Mundo

O "Gosto" do Facebook vai ter seis novos acompanhantes

O famoso botão "Gosto" da rede social Facebook vai deixar de estar sozinho para exprimir a nossa reação a determinada publicação ou fotografia. Em vez do "Não Gosto", serão adicionados outros seis botões, com diferentes tipos de reações.

Uncredited

Uncredited

Uncredited

Um coração para "Adoro" e cinco emoticons para exprimir fúria ("Furioso"), tristeza ("Triste"), surpresa ("Wow"), riso ("Haha") e sorriso ("Yay"): estas serão as novas formas de reagir na rede social, num conteúdo que o Facebook apelida de "Reações".

"Estudámos que comentários e reações são mais comuns e usados com maior regularidade no Facebook", explicou o gestor de produtos da rede social, Chris Cox, acrescentando: "Apesar de não ser o botão do "Não Gosto", esperamos que alcance o espírito desse pedido de uma forma mais exponencial."

"O objetivo principal passava por dar aos utilizadores diferentes formas de expressar aquilo que sentiam", concluiu.

O Facebook revelou ainda que irá testar, para já, este novo conteúdo em Espanha e na Irlanda e, brevemente, espera conceder a todos os utilizadores a possibilidade de usar o "Yay" e o "Haha", numa primeira fase, e posteriormente todas as restantes reações.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.