sicnot

Perfil

Mundo

EUA e líderes europeus instam partes em conflito na Líbia a assinarem acordo de paz

Os Estados Unidos e cinco países europeus juntaram-se, na sexta-feira, a outros líderes mundiais e instaram as partes em conflito na Líbia a assinarem o acordo de paz proposto para a criação de um Governo de unidade nacional.

John Bazemore

"Não há tempo a perder", disseram os governos do Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha e Estados Unidos da América, em comunicado conjunto.

"Atrasos na formação do Governo de união nacional vão apenas prolongar o sofrimento do povo líbio e beneficiar os terroristas que tentam tirar vantagens do caos", afirmaram.

Os governos deram "todo o seu apoio" ao texto do acordo e aos líderes que iriam compor o novo Governo de unidade.

O novo Governo seria liderado por Fayez el-Sarraj, deputado do parlamento de Tripoli, e incluiria três primeiros-ministros adjuntos, do oeste, leste e sul do país.

Pretende-se que este acordo termine a agitação política que o país atravessa desde agosto de 2014, quando uma aliança de milícias invadiu Tripoli, forçando o Governo, reconhecido internacionalmente, a refugiar-se no leste do país e a criar uma segunda administração nacional.

O acordo proposto foi avançado pelo enviado da ONU Bernardino Leon após o que foi apelidado, pelas forças ocidentais, de "negociações difíceis e prolongadas".

Lusa

  • Explosão em Leicester destrói loja e apartamento

    Mundo

    Uma explosão seguida de incêndio, de causas ainda desconhecidas, este domingo à noite em Leicester, Inglaterra, foi classificada pela polícia local como um "grande incidente", que está a ser encarado como uma "operação de busca e salvamento".

    Em atualização

  • "Vejam a cor da seara: a parte mais amarela é provocada pelo stress"
    2:20
  • Rogério Alves "perplexo" com nomeação de Elina Fraga
    1:52

    País

    O antigo bastonário da Ordem dos Advogados, Rogério Alves, admite que ficou "perplexo" com a escolha de Elina Fraga para vice-presidente do PSD. Em entrevista ao DN e à TSF Rogério Alves acusa a também ex-bastonária de defender sempre o contrário do PSD e de se opor à modernização e simplificação da justiça.

  • "Matavam as crianças a tiro", os relatos de rohingyas que fugiram de Myanmar
    2:02
  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39