sicnot

Perfil

Mundo

Al-Qaeda na Síria chama islâmicos para combater o regime apoiado pela Rússia

A filial da Al-Qaeda na Síria apelou hoje às fações islâmicas e rebeldes para uma mobilização geral contra a ofensiva militar do regime sírio apoiado pela Rússia, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

© Ammar Abdullah / Reuters

Num comunicado citado pela agência Efe, esta organização não governamental afirma que o dirigente da organização, Abdalá al Mehaisini, lançou uma convocatória numa mensagem de vídeo recebida pelo Observatório, com sede em Londres e com uma vasta rede ativistas no território sírio.

Na mensagem, o terrorista sírio pede que "ninguém permaneça sentado, porque estamos a preparar uma grande ação", e acrescenta: "Devemos mudar a situação [da luta contra o regime] e manter a iniciativa [dos extremistas] que os infiéis [o regime e a Rússia] querem lançar contra os combatentes".

A Rússia, uma aliada do regime de Damasco, começou a sua campanha de bombardeamentos na Síria no passado dia 30 de setembro, na sua primeira intervenção direta no conflito neste país, que começou em marco de 2011.

Doze dias depois do início da campanha aérea russa, as tropas do regime sírio estavam a avançar contra os rebeldes em duas frentes: na província central de Hama, e na parte norte, na província de Latakia.

O envolvimento da Rússia está a complicar os esforços da coligação liderada pelos Estados Unidos contra o autoproclamado Estado Islâmico, através de bombardeamentos.

Washington e Moscovo já se reuniram para evitar acidentes militares no cada vez mais apinhado espaço aéreo da Síria: "As discussões foram profissionais e focaram-se essencialmente na implementação de procedimentos de segurança específicos", disse um porta-voz do Departamento da Defesa dos Estados Unidos, que especificou que o objetivo era "promover a segurança das operações de voo sobre a Síria".

Lusa

  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • "Atrás das Câmaras" em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC