sicnot

Perfil

Mundo

Dois mortos e 49 feridos em incêndio e motim numa prisão do Peru

Um incêndio intencional e um posterior motim no interior da prisão da cidade peruana de Chiclayo, a 780 quilómetros de Lima, causaram dois mortos e 49 feridos, dois deles graves, informaram as autoridades.

O diretor do Instituto Nacional Penitenciário indicou à Rádio Programas do Peru que o incêndio aconteceu pelas 02:30 de sábado (08:30 em Lisboa), em consequência de uma disputa entre dois grupos de reclusos.

Um dos presos deitou cola líquida noutro homem, identificado como Frank Sánchez, e pegou-lhe fogo. O homem não resistiu às queimaduras e morreu enquanto era transportado para o hospital Las Mercedes.

Em comunicado, a Procuradoria de Justiça da região de Lambayeque indicou que o incêndio causou 14 feridos, três deles em estado grave -- um, identificado como Jaime Gil, acabou por morrer no Hospital Regional de Lambayeque.

O fogo gerou um conflito entre os outros reclusos que escalou para um motim, de onde resultaram mais 35 feridos.

Lusa

  • Confrontos no Peru provocam quatro mortos e 20 feridos
    1:28

    Mundo

    Pelo menos quatro manifestantes morreram e mais de 20 pessoas ficaram feridas no Peru, em confrontos com a polícia. O conflito começou com um protesto contra um projeto de exploração mineira nos Andes, sendo que, a situação já levou o governo a decretar o estado de emergência em quatro províncias no sul do país.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.