sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump diz que é "loucura" Alemanha receber refugiados

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos da América Donald Trump classificou de louca a posição da chanceler alemã Angela Merkel, de acolher refugiados e disse que essa política apenas irá provocar motins no país.

ERIK S. LESSER

"Sempre pensei que [Angela] Merkel era uma grande líder. O que ela está a fazer na Alemanha é uma loucura. Uma loucura", disse hoje Donald Trump, no programa "Face the Nation", do canal de televisão CBS.

Na opinião de Trump, cuja popularidade subiu em alguns setores por causa dos seus comentários anti-imigração, a Europa "vai ter de lidar" com a crise migratória e deixou o aviso: "Vai haver motins na Alemanha".

Estima-se que a Alemanha venha a receber entre 800 mil e um milhão de refugiados, ainda neste ano, e a chanceler alemã insistiu que o seu país tem capacidade para lidar com esse número de pessoas.

Por seu lado, o pré-candidato republicano reiterou que os Estados Unidos da América não devem acolher refugiados, repetindo que acredita que os migrantes aparentam ser sobretudo "homens fortes", semelhantes a soldados que lutam pela causa 'jihadista'.

Sublinhando que será um grande problema se as pessoas que a Europa está a receber se revelarem combatentes de grupos islâmicos, Trump defendeu a criação de uma zona segura na região noroeste da Síria, onde os refugiados pudessem proteger-se da guerra que assola o país.

A ideia já foi apoiada pela Turquia, país que atualmente tem mais de 1,8 milhões de refugiados sírios no seu território, e tem sido discutida no seio do Departamento de Estado norte-americano, mas Washington ainda não tomou nenhuma posição pública.

Na versão de Trump dessa zona segura, os países do Golfo uniriam esforços para "retirarem uma grande parcela de terra à Síria e criarem uma zona segura para as pessoas".

Para o candidato às primárias republicanas, isso faria com que, posteriormente, os refugiados regressassem ao seu país de origem.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi o deputado eleito pelo círculo de Braga. Agora vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Esta saída pode colocar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.