sicnot

Perfil

Mundo

Nova explosão na cidade chinesa de Tianjin

Uma explosão e posterior incêndio num armazém de produtos químicos voltou a ser registada na cidade portuária de Tianjin, no norte da China, dois meses após um incidente com as mesmas características ter causado mais de 170 mortos.

Zhang Chenlin

O acidente, que não causou vítimas, ocorreu na segunda-feira, cerca das 22:00 locais (15:00 em Lisboa), num armazém no distrito de Beichen, informou hoje a agência oficial chinesa Xinhua.

A polícia confirmou que o armazém, que guardava álcool e outros produtos químicos, operava sem licença. Duas pessoas foram, entretanto, detidas.

Vários vídeos colocados nas redes sociais chinesas e reproduzidos pelos media locais mostram labaredas visíveis a centenas de metros de distância.

Em agosto, duas explosões, num terminal de contentores que armazenava ilegalmente 3.000 toneladas de produtos químicos, em Tianjin, causaram 173 mortos e 700 feridos.

Lusai

  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Defesa de Sócrates diz que junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal
    0:50

    Operação Marquês

    A defesa de José Sócrates diz que a junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal. A aplicação de 900 milhões de euros da PT no BES foi anexada ao processo, por suspeita de luvas pagas por Ricardo Salgado a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, também arguidos. A defesa do antigo primeiro-ministro já contestou a decisão. Diz que é uma forma de confundir o processo para ocultar, mais uma vez, a falta de provas contra Sócrates.

  • Família Portugal Ramos
    15:01