sicnot

Perfil

Mundo

Start-up japonesa cria prótese mecânica para o braço 90% mais barata

Uma start-up japonesa desenhou um braço protético eletrónico com funcionalidades completas para agarrar objetos com um preço que é um décimo do valor atual do mercado, o que poderá permitir generalizar o uso de próteses robóticas.

exiii

A companhia exiii, fundada em 2014 por três antigos engenheiros dos gigantes tecnológicos Sony e Panasonic, concebeu o protótipo do braço eletrónico cujo preço fica muito distante dos 1,5 milhões de ienes (11.015 euros) que custa atualmente a aquisição de um modelo mecânico, informa hoje o jornal Nikkei.

Para o conseguir, a 'start-up' construiu uma prótese simples que permite agarrar objetos com facilidade sem empregar complexos e dispendiosos sistemas como a conexão cerebral ou o movimento independente de cada dedo mecânico.

Sensores atados em torno do braço do usuário detetam os sinais musculares.

Em função do grau de expansão e contração muscular, o ângulo dos dedos, que estão ligados a um motor incorporado na prótese, muda automaticamente.

Além de uma maior simplicidade técnica, que permite construir modelos mais económicos, a exiii recorreu a impressoras 3D para produzir cerca de 60 partes da prótese e utiliza componentes de uso comum como motores e microcomputadores.

Em suma, o custo dos materiais ronda os 30 mil ienes, o que permite uma significativa redução do preço, indicou a empresa ao jornal económico.

Ao contrário das próteses convencionais, os protótipos mecânicos dotam o utilizador de uma maior funcionalidade, apesar de o preço ser muito mais elevado.

Os três engenheiros (Genta Kondo, Hiroshi Yamaura e Tetsuya Konishi) desenvolveram o seu primeiro protótipo em 2013 ("handiii"), que obteve o prémio James Dyson, atribuído pela fundação norte-americana homónima às propostas mais inovadoras aplicadas ao uso quotidiano.

Em 2014, o trio criou uma versão melhorada sob a denominação de "handiii Coyote".

Em abril deste ano, a companhia apresentou o mais recente braço eletrónico -- o "HACKberry" --, prémio Good Design 2015, certame celebrado em Chicago.

A 'start-up' japonesa planeia desenvolver a sua tecnologia a um nível comercialmente viável para o próximo ano, com o objetivo de aumentar o uso doméstico em 2018, indicou o Nikkei.

Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • O dia em que Marcelo apitou um jogo de futebol

    País

    Habituado a ajuizar os momentos de tensão entre Governo e oposição, Marcelo Rebelo de Sousa foi esta quarta-feira árbitro, literalmente. Tudo aconteceu num jogo de futebol entre crianças, durante a visita do Presidente da República a São Tomé e Príncipe.

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.