sicnot

Perfil

Mundo

Start-up japonesa cria prótese mecânica para o braço 90% mais barata

Uma start-up japonesa desenhou um braço protético eletrónico com funcionalidades completas para agarrar objetos com um preço que é um décimo do valor atual do mercado, o que poderá permitir generalizar o uso de próteses robóticas.

exiii

A companhia exiii, fundada em 2014 por três antigos engenheiros dos gigantes tecnológicos Sony e Panasonic, concebeu o protótipo do braço eletrónico cujo preço fica muito distante dos 1,5 milhões de ienes (11.015 euros) que custa atualmente a aquisição de um modelo mecânico, informa hoje o jornal Nikkei.

Para o conseguir, a 'start-up' construiu uma prótese simples que permite agarrar objetos com facilidade sem empregar complexos e dispendiosos sistemas como a conexão cerebral ou o movimento independente de cada dedo mecânico.

Sensores atados em torno do braço do usuário detetam os sinais musculares.

Em função do grau de expansão e contração muscular, o ângulo dos dedos, que estão ligados a um motor incorporado na prótese, muda automaticamente.

Além de uma maior simplicidade técnica, que permite construir modelos mais económicos, a exiii recorreu a impressoras 3D para produzir cerca de 60 partes da prótese e utiliza componentes de uso comum como motores e microcomputadores.

Em suma, o custo dos materiais ronda os 30 mil ienes, o que permite uma significativa redução do preço, indicou a empresa ao jornal económico.

Ao contrário das próteses convencionais, os protótipos mecânicos dotam o utilizador de uma maior funcionalidade, apesar de o preço ser muito mais elevado.

Os três engenheiros (Genta Kondo, Hiroshi Yamaura e Tetsuya Konishi) desenvolveram o seu primeiro protótipo em 2013 ("handiii"), que obteve o prémio James Dyson, atribuído pela fundação norte-americana homónima às propostas mais inovadoras aplicadas ao uso quotidiano.

Em 2014, o trio criou uma versão melhorada sob a denominação de "handiii Coyote".

Em abril deste ano, a companhia apresentou o mais recente braço eletrónico -- o "HACKberry" --, prémio Good Design 2015, certame celebrado em Chicago.

A 'start-up' japonesa planeia desenvolver a sua tecnologia a um nível comercialmente viável para o próximo ano, com o objetivo de aumentar o uso doméstico em 2018, indicou o Nikkei.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.