sicnot

Perfil

Mundo

Obama envia tropas para os Camarões para combater Boko Haram

O Presidente norte-americano, Barack Obama, informou hoje que pretende enviar 300 militares para a República dos Camarões para operações de inteligência, vigilância e reconhecimento. Segundo um comunicado divulgado hoje pela Casa Branca, Barack Obama anunciou que já foram enviadas 90 pessoas armadas para auto-defesa daquele país africano, que foi vítima de ataques da organização fundamentalista islâmica Boko Haram.

© Kevin Lamarque / Reuters

Um alto funcionário do Governo norte-americano revelou à agência de notícias francesa AFP que a operação norte-americana está relacionada com a atividade do Boko Haram, que têm alargado a sua atuação a outras nações africanas (além da Nigéria), como foram os recentes casos ocorridos nos Camarões ou no Chade.

No domingo passado, por exemplo, registaram-se dois atentados suicidas que mataram pelo menos nove pessoas e feriram 29 no norte dos Camarões: duas mulheres-bomba realizaram os ataques numa pastelaria de uma aldeia, segundo declarações da polícia e de locais feitas à AFP.

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) veio condenar os atentados e o seu secretário-geral Ban Ki-moon lembrou que só nos últimos quatro meses ocorreram 15 ataques suicidas naquela zona do país.

Entretanto, um outro ataque perpetrado por bombistas suicidas, que atacaram no sábado um mercado de peixe e um campo de refugiados na cidade de Baga Sola, no Chade ocidental, provocaram a morte a pelo menos 41 pessoas e ferimentos a outra meia centena de locais.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.