sicnot

Perfil

Mundo

Placebo faz correr mais depressa

Poderá uma cápsula com água salgada fazer uma pessoa correr mais depressa? A resposta parece ser sim, se a pessoa acreditar que a água salgada contém mais alguma coisa que a faça correr mais, revela um novo estudo sobre o poder dos placebos na atividade física.

© Tobias Schwarz / Reuters

É tudo uma questão de mentalização, de acreditar que se pode ir mais longe. A conclusão é de uma investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Glasgow.

Foram recrutados 15 homens que não corriam profissionalmente dizendo-lhe que seria neles testada uma fórmula nova e legal de eritropoietina, ou E.P.O., uma substância que aumenta o número de glóbulos vermelhos no organismo. É utilizada como doping em alguns desportos, já que um maior número de glóbulos vermelhos significa que mais oxigénio é transportado para os músculos, logo, o desempenho melhora.

Esta "droga" era, no entanto, uma solução salina que foi injectada em cerca de metade do grupo. No final, a maioria dos homens que tomou a "droga" afirmou que tinha sentido que os exercícios físicos tinham sido mais fáceis e que tinha sido mais fácil a recuperação.

A droga falsa teve um "efeito de melhoramento do desempenho muito significativo", afirma o líder da equipa, o fisiologista Ramzy Ross.

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.