sicnot

Perfil

Mundo

Salário e política influenciam perceção do clima

A forma como percepcionamos o clima é condicionada pelo nosso salário e pelo nosso credo político. É a conclusão de um estudo publicado na revista Environmental Sociology.

Reuters

O estudo incidiu na forma como os residentes das regiões costeiras dos Estados Unidos se sentiram afetados pelas condições adversas do clima, nos últimos cinco anos.

Os democratas, jovens e com maior nível de educação tiveram maior perceção do clima adverso do que os republicanos, conclui a investigação, que vai ao encontro de um outro estudo anterior segundo o qual os republicanos têm maior dificuldade em aceitar as alterações climáticas por não se "encaixarem" nas suas crenças ideológicas.

Por outro lado, sugere o estudo liderado por Matthew J. Culter, as pessoas com menor salário têm mais propensão a afirmar que a sua área é ou foi palco de condições climatéricas severas, que as que auferem maior rendimentos. Cutler explica que tal se deve ao facto das comunidades menos favorecidas estarem mais vulneráveis aos efeitos do clima adverso e terem menos recursos na recuperação dos danos. O que poderá, assim, parecer um incidente menor aos olhos dos mais beneficiados pode ser devastador para os mais desfavorecidos.

O investigador conclui, assim, que o que aparentemente é objetivo - como o clima - não é percecionado de forma igual por todos.

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC