sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 24% da população moçambicana vive em situação de fome, alerta FAO

Cerca de 24% da população moçambicana vive em situação de fome, uma redução de 32 pontos percentuais nos últimos 25 anos, informou hoje a oficial de proteção social da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Peter Andrews / Reuters

"Em 25 anos, a prevalência da fome em Moçambique diminuiu de 56% para 24% da população", disse Maya Takagi, falando à imprensa, à margem da apresentação do relatório da FAO sobre alimentação e agricultura no mundo, hoje em Maputo.

Apesar de destacar a "significativa redução" do número de pessoas afetadas pela fome em Moçambique nos últimos 25 anos, Maya Takagi sublinhou que o país ainda está num nível baixo no que respeita à segurança alimentar, comparando-o com os outros estados da região.

"O país ainda tem um quarto das pessoas em situação de insegurança alimentar, o que é bastante baixo em relação a outros países africanos, principalmente da África Subsaariana", lamentou a oficial de proteção social da FAO.

Como forma de combater os níveis de fome no país, prosseguiu Maya Takagi, Moçambique precisa de ampliar as políticas de proteção social, adotando um plano que inclua a transferência de renda e de alimentos para os mais pobres, além de prover o acesso ao emprego e a capacitação, principalmente no meio rural, o mais afetado pela fome em todo mundo.

"Quatro em cada cinco pessoas em extrema pobreza vivem nas zonas rurais e dependem da agricultura", disse Maya Takagi, acrescentando que, se o país combinar o apoio à produção agrícola com as políticas de proteção social, a possibilidade de resolver o problema da fome será maior.

Destacando o facto de o setor agrário em Moçambique contribuir com 25% para o Produto Interno Bruto (PIB), mesmo sendo, fundamentalmente, de subsistência, o diretor nacional de segurança alimentar, Fernando Mavie, disse, por sua vez, que o Governo moçambicano está a valorizar a criação de programas de incentivo ao setor, como forma de incrementar a sua contribuição no PIB.

"Neste momento, por exemplo, estamos a trabalhar na criação de sistemas de regadio, na medida em que a nossa agricultura ainda é de sequeiro e, tendo em conta as adversidades climatéricas, o risco é maior", disse o diretor daquele órgão pertencente ao Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar.

O novo relatório da FAO, lançado em Maputo nas vésperas da celebração do Dia Mundial da Alimentação, que se assinala a 16 de outubro, revela que houve avanços na redução da fome no mundo, tendo sido registada uma diminuição de 400 milhões de famintos, mas 800 milhões de pessoas ainda sofrem com o mal e outras mil milhões vivem em situação de extrema pobreza.

Lusa

  • "Se Portugal não confia no sistema judicial de Angola não deve fazer negócios com o país"
    18:27

    País

    O julgamento do caso Fizz arrancou esta segunda-feira. Victor Silva, diretor do Jornal de Angola, esteve na Edição da Noite para analisar como estão as relações entre Portugal e Angola, numa altura em que Manuel Vicente viu recusada a transferência do processo para o país angolano. Victor Silva afirmou que a decisão de "separar os processos vai de encontro aos interesses dos dois estados" e vai mais longe ao dizer que se Portugal "não confia no sistema judicial de Angola então não pode fazer negócios com o país".

  • Obras no Estádio do Estoril já começaram

    Desporto

    A Câmara de Cascais emitiu esta segunda-feira um comunicado a informar que já começaram os trabalhos no Estádio do Estoril e que, segundo a autarquia, seguem as recomendações do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

  • Centeno promete avançar com reformas para a zona euro
    1:45

    Economia

    Mário Centeno liderou esta segunda-feira a primeira reunião do Eurogrupo. O ministro das Finanças português prometeu pôr mãos à obra para reformar a zona euro e, sem se comprometer com datas, deixou a porta entreaberta à entrada da Bulgária na zona euro.

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC