sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 15 mortos, incluindo civis, em bombardeamento russo na Síria

Pelo menos 15 pessoas morreram hoje, entre as quais civis, e várias ficaram feridas num bombardeamento da aviação russa no norte da província central síria de Homs, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Muzaffar Salman / Reuters

Os mortos são seis combatentes de fações opositoras ao regime de Damasco e nove civis, incluindo uma menor de idade, precisou a organização não-governamental, não descartando que o número de mortos poderá aumentar porque há feridos em estado grave.

O Observatório referiu que a força aérea russa atacou hoje várias cidades e áreas do norte de Homs.

Estes bombardeamentos coincidem com uma ofensiva por terra do exército sírio contra a cidade de Telbise, um dos principais bastiões rebeldes da metade setentrional de Homs, e outras zonas próximas.

Durante o dia de hoje, a aviação russa teve como alvos Telbise, Tir Maleh e Garnata.

Desde 30 de setembro, a Rússia, aliada do regime do Presidente Bashar al-Assad, está a realizar bombardeamentos na Síria, na sua primeira intervenção militar direta no conflito naquele país desde o seu início, em 2011.

Lusa

  • Madrid suspende governo regional da Catalunha

    Mundo

    O chefe do Governo espanhol anunciou hoje que decidiu acionar o artigo 155º da Constituição espanhola e pedir ao Senado a suspensão das funções do governo regional da Catalunha. Em conferência de imprensa justificou a adoção das medidas dada a "desobediência rebelde, sistemática e consciente" do Governo regional (Generalitat).

    Em atualização

  • Manifestações contra os incêndios um pouco por todo o país
    1:33

    País

    Estão marcadas para esta tarde várias manifestações contra os incêndios e as políticas florestais, mas também de homenagem às vítimas dos fogos que arrasaram o país. As iniciativas de protesto são quase todas organizadas através das redes sociais e por grupos de cidadãos.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.