sicnot

Perfil

Mundo

Uber divulga acidentalmente informações de 700 condutores nos EUA

A empresa de transportes Uber admitiu hoje ter divulgado acidentalmente informações privadas de quase 700 dos seus condutores nos Estados Unidos da América, tais como fotos de cartas de condução ou números de segurança social.

© Hyungwon Kang / Reuters

A situação foi descoberta depois de alguns funcionários da empresa terem revelado na rede social Reddit que tinham tido acesso a informações de centenas de motoristas.

"Eu acedi à minha conta para verificar o "status" do meu veículo e tropecei em informações de outras centenas de motoristas, incluindo licenças de condução, carteiras de motorista, etc", disse um motorista no Reddit, acrescentando que os dados diziam respeito a "pessoas de muitos estados diferentes".

O porta-voz Uber disse à imprensa que o número de documentos publicados ultrapassou o milhar e que diziam respeito a 674 mil motoristas.

"Nós vamos corrigir a situação no prazo de 30 minutos. Queremos agradecer ao motorista que nos alertou e pedimos desculpas a todos os motoristas que foram afetados", sublinhou a Uber em comunicado.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.