sicnot

Perfil

Mundo

Uber divulga acidentalmente informações de 700 condutores nos EUA

A empresa de transportes Uber admitiu hoje ter divulgado acidentalmente informações privadas de quase 700 dos seus condutores nos Estados Unidos da América, tais como fotos de cartas de condução ou números de segurança social.

© Hyungwon Kang / Reuters

A situação foi descoberta depois de alguns funcionários da empresa terem revelado na rede social Reddit que tinham tido acesso a informações de centenas de motoristas.

"Eu acedi à minha conta para verificar o "status" do meu veículo e tropecei em informações de outras centenas de motoristas, incluindo licenças de condução, carteiras de motorista, etc", disse um motorista no Reddit, acrescentando que os dados diziam respeito a "pessoas de muitos estados diferentes".

O porta-voz Uber disse à imprensa que o número de documentos publicados ultrapassou o milhar e que diziam respeito a 674 mil motoristas.

"Nós vamos corrigir a situação no prazo de 30 minutos. Queremos agradecer ao motorista que nos alertou e pedimos desculpas a todos os motoristas que foram afetados", sublinhou a Uber em comunicado.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.