sicnot

Perfil

Mundo

Uber divulga acidentalmente informações de 700 condutores nos EUA

A empresa de transportes Uber admitiu hoje ter divulgado acidentalmente informações privadas de quase 700 dos seus condutores nos Estados Unidos da América, tais como fotos de cartas de condução ou números de segurança social.

© Hyungwon Kang / Reuters

A situação foi descoberta depois de alguns funcionários da empresa terem revelado na rede social Reddit que tinham tido acesso a informações de centenas de motoristas.

"Eu acedi à minha conta para verificar o "status" do meu veículo e tropecei em informações de outras centenas de motoristas, incluindo licenças de condução, carteiras de motorista, etc", disse um motorista no Reddit, acrescentando que os dados diziam respeito a "pessoas de muitos estados diferentes".

O porta-voz Uber disse à imprensa que o número de documentos publicados ultrapassou o milhar e que diziam respeito a 674 mil motoristas.

"Nós vamos corrigir a situação no prazo de 30 minutos. Queremos agradecer ao motorista que nos alertou e pedimos desculpas a todos os motoristas que foram afetados", sublinhou a Uber em comunicado.

Lusa

  • Díli decide legislativas em Timor-Leste
    1:48
  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15