sicnot

Perfil

Mundo

Bebe café sem açúcar? Então pode ser psicopata

É o que diz um estudo elaborado por dois docentes do Instituto de Psicologia da Universidade de Innsbruck, na Áustria. O gosto pelo amargo pode dizer muito sobre si. E não são coisas boas.

© Jorge Silva / Reuters

Diz-me o que gostas, dir-te-ei quem és.

Dois investigadores da Universidade de Innsbruck, na Áustria analisaram as preferências alimentares de cerca de 1.000 pessoas, metade homens, metade mulheres, com uma média de 35 anos.

Na lista constava o mesmo número de alimentos doces, salgados, azedos e amargos, como por exemplo café sem açúcar, água tónica, vinagre, limão, e doces como rebuçados de caramelo e torta de chocolate.

Cada participante avaliou o quanto gostava de cada iguaria, numa escala de 0 a seis. No fim, responderam a perguntas relacionadas com personalidade e fizeram uma Avaliação Compreensiva de Tendência Sádica.

Resultado: as pessoas que gostam de sabores amargos têm traços de personalidade malévola e com forte tendência para o sadismo.

"Para as pessoas com traços sádicos, comer alimentos amargos pode ser comparado com uma montanha russa, por provocar emoções que induzem ao medo", diz Christina Sagioglou um dos autores do estudo.

A maioria dos seres humanos não gostam de alimentos amargos, explica Christina Sagioglou, porque na natureza plantas com esse sabor são, regra geral, venenosas.

Quem, pelo contrário, gosta de alimentos doces e não tolera os mais amargos, apresenta traços de uma personalidade mais simpática.

É o que diz o estudo que foi publicado na revista Appetite e pode ser consultado aqui.

  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho