sicnot

Perfil

Mundo

Bebe café sem açúcar? Então pode ser psicopata

É o que diz um estudo elaborado por dois docentes do Instituto de Psicologia da Universidade de Innsbruck, na Áustria. O gosto pelo amargo pode dizer muito sobre si. E não são coisas boas.

© Jorge Silva / Reuters

Diz-me o que gostas, dir-te-ei quem és.

Dois investigadores da Universidade de Innsbruck, na Áustria analisaram as preferências alimentares de cerca de 1.000 pessoas, metade homens, metade mulheres, com uma média de 35 anos.

Na lista constava o mesmo número de alimentos doces, salgados, azedos e amargos, como por exemplo café sem açúcar, água tónica, vinagre, limão, e doces como rebuçados de caramelo e torta de chocolate.

Cada participante avaliou o quanto gostava de cada iguaria, numa escala de 0 a seis. No fim, responderam a perguntas relacionadas com personalidade e fizeram uma Avaliação Compreensiva de Tendência Sádica.

Resultado: as pessoas que gostam de sabores amargos têm traços de personalidade malévola e com forte tendência para o sadismo.

"Para as pessoas com traços sádicos, comer alimentos amargos pode ser comparado com uma montanha russa, por provocar emoções que induzem ao medo", diz Christina Sagioglou um dos autores do estudo.

A maioria dos seres humanos não gostam de alimentos amargos, explica Christina Sagioglou, porque na natureza plantas com esse sabor são, regra geral, venenosas.

Quem, pelo contrário, gosta de alimentos doces e não tolera os mais amargos, apresenta traços de uma personalidade mais simpática.

É o que diz o estudo que foi publicado na revista Appetite e pode ser consultado aqui.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC