sicnot

Perfil

Mundo

Migrantes não param de chegar a Calais, França

O número de migrantes em Calais duplicou. São agora seis mil os que vivem na costa norte francesa e que querem chegar a Inglaterra.

© Philippe Wojazer / Reuters

Os números foram divulgados esta sexta-feira pelas autoridades francesas que registaram um aumento significativo nas últimas semanas.

Muitos dos migrantes que não conseguem passar o canal da Mancha têm se instalado naquela região que, desde o início do ano, já recebeu mais de dois mil pedidos de asilo.

Muitos destes migrantes são considerados refugiados de guerra e tentam diariamente atravessar a fronteira de forma clandestina em camiões.


De acordo com a agência de fronteiras, só este ano 710 mil migrantes entraram na União Europeia de forma ilegal. Só no mês de setembro foram 170 mil.

  • Faltam 71 obstetras no SNS e as férias vão agravar a situação
    2:32

    País

    Faltam 71 obstetras no Serviço Nacional de Saúde pelas contas da Ordem dos Médicos. Com o verão e as férias à porta, a Ordem alerta para a eventualidade de, nalgumas regiões, ser preciso transferir os partos mais complicados para unidades onde houver especialistas.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.