sicnot

Perfil

Mundo

Polícia abre investigação preliminar à campanha de reeleição de Dilma Rousseff

A Polícia Federal abriu uma investigação preliminar para verificar supostas irregularidades na campanha eleitoral que culminou, em outubro de 2014, com a reeleição da Presidente brasileira, Dilma Rousseff, informou, esta sexta-feira, a rede de televisão Globo.

© John Vizcaino / Reuters


A investigação foi aberta a 07 de outubro pela Polícia Federal por decisão do magistrado Gilmar Mendes, um dos membros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo fontes policiais contactadas pela Globo.

O objetivo é determinar se Rousseff e o seu vice-presidente, Michel Temer, incorreram em abuso de poder para obter a reeleição e se a campanha eleitoral foi financiada com recursos desviados da petrolífera estatal Petrobras.

As contas, que relacionam receitas e despesas de campanha, foram aprovadas com ressalvas em dezembro do ano passado, mas, em agosto último, Mendes pediu à Procuradoria-Geral da República e à Polícia Federal, nova investigação para esclarecer se a campanha eleitoral de Rousseff beneficiou de dinheiro procedente da teia de corrupção que desviou cerca de 2.000 milhões de dólares da Petrobras.

O juiz citou uma declaração de um empresário preso pelo seu envolvimento na corrupção na Petrobras, que colabora com a investigação em troca de uma redução da pena, e que afirmou ter doado 7,5 milhões de reais (1,9 milhões de dólares) para a campanha eleitoral de Dilma Rousseff procedentes dos desvios.

O magistrado também pediu que sejam investigadas eventuais irregularidades nos pagamentos a uma empresa que recebeu aproximadamente 444.400 dólares da campanha eleitoral de Dilma que havia sido criada apenas dois meses antes de ser contratada e que não explicou na documentação os serviços prestados.

Rousseff, cuja popularidade atinge mínimos históricos, enfrenta uma grave crise política, que se agudizou com o gigantesco escândalo de corrupção na petrolífera estatal brasileira.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.