sicnot

Perfil

Mundo

Candidata esfaqueda por xenófobo venceu eleições em Colónia

A candidata independente à presidência da câmara de Colónia, Henriette Reker, responsável pelo acolhimento de refugiados nessa cidade alemã, venceu as eleições municipais deste domingo com clara maioria, após ter sido esfaqueada por um homem com motivações alegadamente xenófobas.

A candidata independente à presidência da câmara de Colónia, Henriette Reker.

A candidata independente à presidência da câmara de Colónia, Henriette Reker.

© Wolfgang Rattay / Reuters

Henriette Reker, que ainda está a recuperar no hospital depois de ter sido operada de urgência na noite passada, obteve 51% dos votos, tendo em conta apenas o apuramento dos votos em 750 secções das 1.024 que existem na cidade, a quarta maior da Alemanha, com 800.000 eleitores.

As eleições municipais em Colónia realizaram-se um dia depois de a candidata ter sido esfaqueada no pescoço por um homem de 44 anos, desempregado e com passaporte alemão, que disse ter atuado por xenofobia.

O agressor apresentou-se hoje ao juiz de instrução sob a acusação de tentativa de homicídio e ofensas graves à integridade física de outras quatro pessoa, entre acompanhantes da candidata e cidadãos que se encontravam no local do ataque.

Segundo o semanário alemão 'Der Spiegel', o atacante participou num grupo neonazi nos anos 1990.

A chanceler alemã, Angela Merkel, e representantes das diferentes forças políticas eleitas no parlamento alemão, expressaram o seu espanto perante o ataque, com o ministro do Interior alemão, Thomas de Maiziére, a considerar que reflete a crescente crispação no país face ao acolhimento de refugiados.

Henriette Reker, que partia como favorita para a eleição, distinguiu-se durante campanha eleitoral ao defender a necessidade de integrar aqueles que requerem asilo.

A incessante chegada de refugiados - este ano a Alemanha deve receber entre 800.000 e um milhão de requerentes de asilo - tem dividido o país, sendo que a própria chanceler alemã tem sido pressionada pelas fileiras mais conservadoras do seu partido (CDU -- União Democrata Cristã) para conter a chegada de refugiados.

Lusa

  • Candidata a autarquia alemã esfaqueada por apoiar integração de refugiados
    1:58

    Crise Migratória na Europa

    Uma candidata à presidência da Câmara da cidade alemã de Colónia foi este sábado esfaqueada quando participava numa ação de campanha, num mercado de rua. Um crime que está a ser encarado pelas autoridades alemãs como tendo motivações políticas. O agressor, entretanto detido, terá declarado que cometeu o crime por causa da forma como a candidata defendeu a integração de refugiados na cidade. Henriette Reker foi atingida no pescoço e está internada em estado grave.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.