sicnot

Perfil

Mundo

Israel prepara lei que permite prisão para crianças de 12 anos

A ministra da Justiça de Israel está a promover uma lei para permitir a prisão de crianças com 12 anos implicadas em "atos de terrorismo", segundo a edição eletrónica do Jerusalem Post, citado pela Efe.

A proposta da ministra da Justiça, Ayelet Shaked (na foto), acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos terá participado com um primo, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas

A proposta da ministra da Justiça, Ayelet Shaked (na foto), acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos terá participado com um primo, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas

© POOL New / Reuters

A proposta de Ayelet Shaked acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos, Ahmed Manasra, participou com o seu primo Hasan, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas, um de 13 e outro de 24 anos.

Hasan foi morto pelas forças de segurança israelitas, mas Ahmed ficou apenas ferido e foi detido.

De acordo com a atual legislação, Ahmed não cumprirá pena de prisão por ter apenas 12 anos, uma vez que só a partir dos 14 anos é que a lei israelita permite a prisão de menores, o que abriu o debate público sobre a situação deste jovem palestiniano.

O Governo israelita quer acelerar a aprovação da legislação para que Manasra, encaminhado para um hospital no seguimento das feridas, possa sair hoje do hospital e ir diretamente para a prisão.

Na nova onda de violência que trespassa a região, e que começou a 1 de outubro, já morreram oito israelitas e 42 palestinianos, metade deles atacantes, além de um árabe israelita, autor de um atentado em Bersheva, no sul de Israel, e um cidadão da Eritreia que foi morto por agentes que o confundiram com um atacante.

Lusa

  • Santana Lopes confirma buscas na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
    1:26

    País

    Pedro Santana Lopes confirmou esta quarta-feira a realização de buscas por parte da polícia judiária à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O provedor da Santa Casa disse aos jornalistas que o processo está relacionado com suspeitas em compras efetuadas pela Misericórdia, situação que há dois anos já tinha sido objeto de inquérito interno.

  • Oposição aproveita debate quinzenal para questões sobre a CGD
    2:35

    Caso CGD

    A oposição aproveitou o debate quinzenal para questionar o primeiro-ministro sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos. O CDS exigiu provas de António Costa para afirmar que as contas do banco foram maquilhadas e o PSD perguntou ao primeiro-ministro se não estranha a demissão de António Domingues quando este apresentou a declaração de rendimentos.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.