sicnot

Perfil

Mundo

Israel prepara lei que permite prisão para crianças de 12 anos

A ministra da Justiça de Israel está a promover uma lei para permitir a prisão de crianças com 12 anos implicadas em "atos de terrorismo", segundo a edição eletrónica do Jerusalem Post, citado pela Efe.

A proposta da ministra da Justiça, Ayelet Shaked (na foto), acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos terá participado com um primo, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas

A proposta da ministra da Justiça, Ayelet Shaked (na foto), acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos terá participado com um primo, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas

© POOL New / Reuters

A proposta de Ayelet Shaked acontece na semana seguinte ao caso em que um menor palestiniano de 12 anos, Ahmed Manasra, participou com o seu primo Hasan, de 15 anos, no esfaqueamento de dois jovens israelitas, um de 13 e outro de 24 anos.

Hasan foi morto pelas forças de segurança israelitas, mas Ahmed ficou apenas ferido e foi detido.

De acordo com a atual legislação, Ahmed não cumprirá pena de prisão por ter apenas 12 anos, uma vez que só a partir dos 14 anos é que a lei israelita permite a prisão de menores, o que abriu o debate público sobre a situação deste jovem palestiniano.

O Governo israelita quer acelerar a aprovação da legislação para que Manasra, encaminhado para um hospital no seguimento das feridas, possa sair hoje do hospital e ir diretamente para a prisão.

Na nova onda de violência que trespassa a região, e que começou a 1 de outubro, já morreram oito israelitas e 42 palestinianos, metade deles atacantes, além de um árabe israelita, autor de um atentado em Bersheva, no sul de Israel, e um cidadão da Eritreia que foi morto por agentes que o confundiram com um atacante.

Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC