sicnot

Perfil

Mundo

Líder da Al-Qaeda morto em ataque aéreo na Síria

O líder mais graduado do grupo Khorasan, de operacionais veteranos da Al-Qaeda, Mohsen Adballah Ibrahim al Charekh, foi morto num ataque aéreo, anunciou no domingo o Pentágono.

Reuters

O ataque de 15 de outubro matou Charekh, também conhecido como Sanafi al-Nasr, no noroeste da Síria, indica um comunicado.

"Esta operação representa um golpe significativo nos planos do grupo Khorasan para atacar os Estados Unidos e os nossos aliados, e prova novamente que aqueles que nos querem prejudicar não estão fora do nosso alcance", disse o Pentágono.

O comunicado referiu-se a Al-Nasr como "um 'jihadista' de longa data e experiente na transferência de dinheiro e combatentes para a Al-Qaida".

Segundo o Pentágono, Al-Nasr transferiu fundos de doadores da região do Golfo para o Iraque e depois para líderes da Al-Qaida do Paquistão para a Síria. Organizou rotas para os novos recrutas viajarem do Paquistão para a Síria através da Turquia, e assistiu operações da Al-Qaida no Ocidente.

Al-Nasr é um quinto líder do grupo Khorasan a ser morto nos últimos quatro meses.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.