sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 75% da população mundial não tem acesso a drogas contra a dor

Mais de 75% da população mundial tem pouco ou nenhum acesso a analgésicos opioides para tratar a dor, incluindo mulheres em trabalho de parto ou doentes de cancro, criticou hoje na Malásia a Comissão Global de Políticas sobre Drogas.

© Jayanta Shaw / Reuters

"Cerca de 5.500 milhões de pessoas têm pouco ou nenhum acesso a analgésicos opioides, em particular à morfina, o que resulta em dor e sofrimento evitáveis em todo o mundo", indica o relatório "O impacto negativo do controlo de drogas na saúde pública: a crise global da dor evitável", apresentado pela comissão numa conferência internacional em Kuala Lumpur.

"Os doentes terminais de cancro, em fase terminal de VIH e as mulheres em trabalho de parto, que sofrem de dor extrema, estão entre os grupos mais afetados", refere o documento.

Um dos principais responsáveis por esta situação é a política dominante de "evitar o desvio de substâncias controladas com fins ilícitos, além de assegurar o acesso para fins médicos e científicos".

Para evitar que milhões de pessoas sofram de dor por falta de acesso a medicamentos controlados, a comissão defende a atualização das tabelas de convenções de drogas de 1961 e 1971 com as descobertas científicas posteriores.

Recomenda igualmente que se dê "alta prioridade ao tratamento da dor física e mental, assegurando o acesso a medicamentos controlados".

Nos lugares onde não estão disponíveis, "os governos deviam dispor do financiamento necessário para um programa internacional (...) para assegurar o acesso adequado e razoável a medicamentos controlados", propõe a comissão.

Até agora não foi descoberto um tratamento melhor para a dor moderada a grave que os opioides fortes.

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47