sicnot

Perfil

Mundo

Governador do Banco de Itália investigado por corrupção

O governador do Banco de Itália, Ignazio Visco, e o presidente do Banco Popular de Spoleto (Bps) estão a ser investigados no âmbito da intervenção no Bps e a posterior venda deste ao Banco Desio em 2014, foi hoje anunciado.

Reuters

Entre os meios de comunicação italianos, o diário Fatto Quotidiano publica hoje que o Ministério Público de Spoleto (centro de Itália) abriu a investigação pelos delitos de corrupção e fraude relativos à intervenção e posterior venda desta entidade, que depois foram anulados pelo Conselho de Estado.

Entre os investigados estão, além de Visco e do atual presidente do Bps e vice-presidente do Banco Desio, Stefano Lado, Giovanni Boccolini, Gianluca Brancadoro e Nicola Stabile, bem como os membros do comité de supervisão, Silvano Corbella, Giovanni Domenichini e Giuliana Scognamiglio.

A intervenção no Bps, participada em 51% pelo acionista maioritário, a cooperativa Spoleto Credito e Servizi, formada por 21 sócios, foi decidida pelo Banco de Itália em 2013, depois de uma inspeção, e em 2014 o banco central italiano decidiu a venda deste ao Banco Desio.

Perante a denúncia apresentada pela cooperativa, em fevereiro último, o Conselho de Estado anulou a decisão de intervenção no banco, bem como a recusa do Banco de Itália de que se realizasse um aumento de capital para injetar fundos.

A agência italiana AGI citou fontes do Ministério Público que confirmaram a investigação na sequência de uma denúncia apresentada por alguns sócios da cooperativa Spoleto.

Até agora, o Banco de Itália informou os meios de comunicação italianos de que "não tem conhecimento de qualquer investigação".

Com a venda do banco, a quota da cooperativa Spoleto Credito e Servizi ficou reduzida a 10% cm a consequente perda de capital dos sócios

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.