sicnot

Perfil

Mundo

Justin Trudeau novo primeiro-ministro do Canadá após vitória eleitoral dos liberais

Justin Trudeau é o novo primeiro-ministro do Canadá, depois de as eleições federais de segunda-feira terem dado a maioria absoluta ao Partido Liberal, após quase uma década de governo conservador.

Reuters

Justin Trudeau, de 43 anos de idade, filho do antigo primeiro-ministro Pierre Trudeau (1968 a 1979), irá liderar o governo, depois de o seu partido ter conseguido a maioria absoluta na nova Câmara dos Comuns, com 338 assentos parlamentares.

O Partido Liberal era a terceira força política na anterior legislatura.

"Os canadianos, ao longo de todo este grande país, enviaram uma mensagem esta noite (de segunda-feira): Está na altura da mudança, meus amigos, da verdadeira mudança", afirmou Justin Trudeau, no discurso de vitória, em Montreal, onde reside e foi eleito.

O novo primeiro-ministro frisou ainda que a "visão com esperança positiva, otimista, da vida pública, não é um sonho ingénuo", pois pode ser "uma força poderosa para a mudança".

Os liberais elegeram pelos menos 182 deputados, quando eram necessários apenas 170 para conseguir a maioria absoluta.

Os conservadores elegeram 99 deputados, o NDP (sociais-democratas) 43, o Bloco Quebequense dez e o Partido Verde apenas um. Ainda faltam apurar três distritos eleitorais.

O anterior primeiro-ministro do Canadá, o conservador Stephen Harper, que chefiou o executivo desde 2006, demitiu-se da liderança do partido.

Os conservadores governavam com 159 lugares na Câmara dos Comuns. O NDP era a segunda maior força política, com 95 lugares, e os liberais tinham apenas 36 deputados, com outros quatro lugares ocupados por um independente, um elemento do Partido Verde, um do Bloco Quebequense e por um dissidente.

Devido ao aumento da população, foram criados novos trinta distritos federais, 15 deles na província do Ontário, e seis deles para Alberta e Colúmbia Britânica e três no Quebeque.

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.