sicnot

Perfil

Mundo

Nova Iorque declara guerra à canábis sintética

A cidade de Nova Iorque declarou hoje guerra à canábis sintética, droga barata, no entanto mais perigosa do que a canábis natural e que cada vez mais preocupa as autoridades norte-americanas.

Kathy Willens

O autarca de Nova Iorque, Bill de Blasio, assinou hoje três projetos que reforçam as sanções contra o fabrico e a venda dessa droga, que apareceu nos anos 2000 com vários nomes, como K2, Spice, Galaxy, Diamond, Rush, Matrix, entre outros.

As tabacarias que continuarem a vender o produto terão a sua licença suspensa por 30 dias na primeira infração e serão fechadas na segunda vez.

A venda de K2 pode ser passível de um ano de prisão e cinco mil dólares de multa.

"A droga K2 é um veneno que ameaça a segurança e saúde pública", sublinhou o autarca, antes de assinar os projetos de lei que entraram em vigor dentro de 60 dias.

As leis não criminalizam o simples consumidor.

De Blasio sublinhou que as autoridades recentemente reforçaram os seus esforços na luta contra esta droga sintética. O seu pó base vem da China e geralmente é misturado com solventes.

Um sabor a limão é acrescentado à mistura, que depois é pulverizada sobre folhas, como as do chá.

O chefe da polícia da cidade, Bill Bratton, sublinhou que o seu efeito é "imprevisível", devido à sua composição.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19