sicnot

Perfil

Mundo

Protetores solares: depois de protegerem os humanos, destroem os corais

O protetor solar que os mergulhadores e banhistas usam nas praias para se protegerem dos raios solares estão a matar os recifes e corais pelos oceanos do mundo. Um estudo recente revela que basta uma gota para que os químicos presentes na loção ataquem as formações rochosas e os animais.

© David Gray / Reuters

A investigação conduzida por cientistas nas Ilhas Virgem e no Havai foi desencadeada por um acaso há uns anos. Um grupo de investigadores estava numa das praias das Caraíbas, Trunk Bay, e um vendedor de praia que esperava a invasão sazonal de turistas comentou: "esperem só para ver o que eles deixam para trás: uma longa mancha de óleo". Comentário que despertou a curiosidade para uma investigação.

O estudo, publicado nos Archives of Environmental Contamination and Toxicology, determinou que uma gota de protetor solar é suficiente para destruir os corais - a oxibenzona presente na loção impede a alimentação do coral, que acaba por ficar branco.

E não são só as pessoas que aplicam protetor solar e que tomam banho no mar ou mergulham que são responsáveis pelo produto nas águas. São todas aquelas que depois de usarem os protetores tomam banho em casa, já que tudo é depois escoado para os esgotos.

Os autores da investigação estimaram, com base na distribuição dos recifes nas áreas turísticas costeiras, que pelo menos 10% dos recifes de corais no mundo estão em alto risco de exposição a esta substância química.

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.