sicnot

Perfil

Mundo

Putin e Assad defendem processo político após operações militares

Os presidentes russo, Vladimir Putin, e sírio, Bashar al-Assad, sublinharam hoje que as operações militares na Síria estão a permitir conter o terrorismo e devem ser seguidas de um processo político, durante uma visita surpresa de Assad a Moscovo.

Reuters

"Estamos preparados para dar a nossa contribuição, não apenas durante as hostilidades armadas na luta contra o terrorismo, como também durante um processo político", disse Putin a Assad, segundo um comunicado da presidência da Rússia.

Nas declarações que fez à imprensa, Bashar al-Assad sublinhou a importância da campanha de bombardeamentos aéreos russos, que tem permitido conter o terrorismo no país.

"O terrorismo, que atualmente se espalhou pela região, teria tomado áreas muito maiores e territórios muito maiores não fossem as suas ações e as suas decisões", disse, dirigindo-se a Putin.

Assad, citado por 'media' árabes, prosseguiu frisando que "o terrorismo é o obstáculo a uma solução política na Síria", pelo que os bombardeamentos vão permitir "erradicar o terrorismo que entorpece a consecução de uma saída política".

Segundo a agência estatal síria Sana, Putin assegurou a Assad a sua disposição para continuar a apoiar política e militarmente a Síria e para avaliar com outras potências internacionais uma solução política para a guerra.

A visita de Assad a Moscovo é a primeira que faz ao estrangeiro desde o início do conflito, em março de 2011.

A Rússia lançou a 30 de setembro uma campanha de bombardeamentos aéreos na Síria com o objetivo de travar os 'jihadistas' do Estado Islâmico, mas os Estados Unidos e seus aliados criticaram a entrada de Moscovo no conflito, afirmando que está a bombardear grupos da oposição moderada apoiados pelo Ocidente numa tentativa de reforçar a posição de Bashar al-Assad.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.