sicnot

Perfil

Mundo

Sismo de 5,5 em Fukushima sem causar danos na central nuclear

Um sismo de magnitude 5,5 atingiu hoje a região japonesa de Fukushima, onde fica a central nuclear de com o mesmo nome, que não sofreu danos. O sismo registou-se pelas 15:08 (07:08 e Lisboa), com o hipocentro a 30 quilómetros de profundidade, junto à costa de Fukushima, sem que tenha sido emitido alerta de tsunami, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA).

Reuters/ Arquivo

A empresa proprietária da central nuclear, a Tokyo Electric Power (TEPCO), não detetou até ao momento nenhuma anomalia nesta central, nem na vizinha Fukushima Daiini, disse à Efe um porta-voz da companhia.

O sismo sentiu-se em 17 das 47 prefeituras do Japão, segundo a JMA.

Fukushima foi uma das regiões mais afetadas pelo forte sismo de 9 graus na escala de Ritcher e tsunami de 11 de março de 2011, que devastou a costa nordeste e causou mais de 18.000 mortos e desaparecidos.

O sismo e tsunami causaram o pior acidente nuclear desde Chernobil em 1986.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.