sicnot

Perfil

Mundo

"Assumo a responsabilidade" pelo ataque em Benghazi, diz Hillary Clinton

A antiga secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton reiterou hoje, diante de uma comissão parlamentar, que assume as suas responsabilidades no ataque perpetrado contra o consulado dos Estados Unidos em Benghazi, Líbia, em setembro de 2012.

Evan Vucci

"Assumo a minha responsabilidade" no ataque de 11 de setembro de 2012 contra o corpo diplomático norte-americano em Benghazi, na região leste da Líbia, afirmou Hillary Clinton, que hoje foi ouvida por uma comissão parlamentar de inquérito, no Congresso norte-americano, em Washington.

No ataque perderam a vida o então embaixador norte-americano na Líbia Christopher Stevens e outros três norte-americanos: um funcionário diplomático e dois agentes dos serviços secretos dos Estados Unidos (CIA).

Hillary Clinton, que já tinha assumido a sua responsabilidade em outras audições no Congresso em janeiro de 2013, salientou, no entanto, que os Estados Unidos nunca irão ser capazes de prevenir e impedir todos os ataques terroristas e que aceitar este nível de risco também faz parte do trabalho diplomático.

O embaixador Christopher Stevens "compreendia que nunca iríamos impedir todos os atos de terrorismo ou alcançar uma segurança perfeita e que teríamos inevitavelmente de aceitar um nível de risco para proteger o nosso país e avançar com os nossos interesses", salientou Hillary Clinton, atualmente candidata às eleições primárias democratas para a nomeação presidencial.

"Os nossos diplomatas devem continuar a representar-nos em lugares perigosos", acrescentou.

"Christopher Stevens sabia que os diplomatas devem trabalhar em muitos lugares onde os nossos soldados não estão, onde não há soldados no terreno e a segurança está longe de ser garantida. Além disso, ele voluntariava-se para estas missões", insistiu Hillary Clinton.

Três anos depois do ataque, esta comissão especial de inquérito no Congresso, atualmente controlado pelo Partido Republicano, tem suscitado controvérsia.

Os republicanos afirmam que estão à procura da "verdade", enquanto os democratas denunciam uma perseguição contra Clinton, a favorita à nomeação presidencial democrata para a corrida à Casa Branca em 2016.

Hoje, a candidata presidencial democrata exortou os legisladores para realizarem um inquérito "apartidário".

"A nossa nação tem uma longa histórica de cooperação bipartidária ao nível da política externa e da segurança interna", afirmou Hillary Clinton.

"Nem sempre estamos de acordo, pelo contrário, mas sabemos unir-nos quando necessário", concluiu.

A 11 de setembro de 2012, os atacantes, alegados islamitas fortemente armados, entraram facilmente no complexo diplomático, incendiaram a casa do embaixador e atacaram posteriormente o anexo da CIA com morteiros.

O ataque ao consulado de Benghazi tem estado igualmente associado à polémica das mensagens de correio eletrónico ('e-mail') da ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que assumiu o cargo entre janeiro de 2009 e fevereiro de 2013.

Entre os 'e-mails' publicados pelo Departamento de Estado, várias centenas fazem referência ao ataque contra o consulado norte-americano.

Estas mensagens de correio eletrónico são polémicas porque foram escritas a partir de uma conta pessoal de Hillary Clinton e enviadas de um servidor privado e não através de uma conta governamental, como é regra.

Lusa

  • Os melhores jogadores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC