sicnot

Perfil

Mundo

Consumo de marijuana nos EUA duplicou na última década

O consumo de marijuana por adultos nos Estados Unidos da América duplicou na última década, passando de 4,1% para 9,5%, segundo dados do Instituto Nacional de Saúde hoje divulgados.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Com base nos resultados dos nossos inquéritos, o uso de marijuana nos Estados Unidos aumentou rapidamente na última década, com cerca de três em cada dez pessoas a utilizarem marijuana ao ponto de ser considerada um vício", afirmou George Koob, diretor do Instituto Nacional de Alcoolismo, que realizou o estudo juntamente com o Instituto Nacional de Saúde.

O inquérito, publicado na revista da Associação Médica Americana de psiquiatria, incluiu entrevistas a 79.000 pessoas sobre o consumo de álcool, drogas e condições psiquiátricas relacionadas com os períodos de 2001-2002 e 2012-2013.

Os jovens adultos, com idades entre os 18 e os 29 anos, foram os que mais disseram usar marijuana, com um aumento de 10,5% para 21,2% na última década.

O estudo revelou que 30% das pessoas que usaram marijuana no ano passado sofreram o que os especialistas classificam como uma desordem, que consiste num maior consumo da droga por um maior período de tempo, assim como a impossibilidade de cumprir as suas obrigações, tanto nos estudos como no trabalho e em casa.

Atualmente, 23 estados norte-americanos têm leis que permitem o consumo de marijuana para fins medicinais, e outros quatro, além do distrito de Colúmbia, legalizaram o uso da droga para fins de lazer.

Lusa

  • Droga vinda do céu esmaga casota de cão

    Mundo

    E se, de repente, caísse dos céus um pesado pacote de marijuana? Foi o que aconteceu em Nogales, uma pequena cidade do Arizona, junto à fronteira com o México. A única testemunha é um pastor alemão, cuja casota ficou reduzida a "escombros" com o impacto.

  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.