sicnot

Perfil

Mundo

Mulher que deu à luz em avião foi separada do filho e deportada

Foi deportada sozinha para Taiwan a mulher que entrou em trabalho de parto quando cruzava o Oceano Pacífico a bordo de um avião da China Airlines que fazia a ligação entre Taiwan e Los Angeles. O bebé ficou nos Estados Unidos e a mãe enfrenta, em Taiwan, uma pesada multa por não ter informado a companhia aérea que estava grávida.

O ministro dos Transportes de Taiwan, Chen Jian-yu, é claro: "será inevitável uma indemnização".

A mulher que acabou por dar à luz a bordo do avião não informou a companhia que estava grávida, usou roupas largas para disfarçar e obrigou a companhia aérea a fazer um desvio que custou "milhares de dólares" explica Chen Jian-yu.

De acordo com alguns passageiros, no momento do parto a mulher perguntou várias vezes se já estavam em espaço aéreo norte-americano.

O bebé acabou por nascer no avião e o voo desviado para que mãe e filho fossem assistidos no hospital.

Agora o governo de Taiwan ameaça processar a mulher por não ter informado a empresa que estava grávida de 36 semanas.

  • Parto dentro de um avião
    1:10

    Mundo

    Uma mulher deu à luz num voo da China Airlines entre Bali, Indonésia, e Los Angeles, EUA. O parto foi feito por um médico que seguia a bordo e o momento único foi registado por vários passageiros. O avião aterrou de emergência do Alasca e mãe e filha foram levadas para um hospital.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.