sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, galardoado com Prémio Confúcio da Paz

O criador do Prémio Confúcio da Paz, aspirante a Nobel chinês, defendeu hoje a atribuição do galardão deste ano ao presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, frequentemente acusado de violação de direitos humanos.

Robert Mugabe nas Nações Unidas em Setembro de 2015.

Robert Mugabe nas Nações Unidas em Setembro de 2015.

© Eduardo Munoz / Reuters

Qiao Damo, fundador do Centro Internacional da China de Estudos da Paz, que atribui o prémio, disse à agência France Presse que Mugabe tinha sido reconhecido pelas suas "importantes contribuições" para a paz mundial.

Mugabe, de 91 anos e na liderança do Zimbabué desde 1980, ultrapassou nove outros finalistas, incluindo o fundador da Microsoft Bill Gates, o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e a presidente sul-coreana Park Geun-Hye, adiantou.

"Se ele não tivesse chegado ao poder em 1980, se não tivesse desempenhado um papel, quanto talento teria sido desperdiçado", disse Qiao.

Criado em 2010 como uma resposta chinesa ao Nobel da Paz atribuído ao dissidente chinês Liu Xiaobo, o Prémio Confúcio da Paz já recompensou o presidente russo Vladimir Putin e o ex-presidente cubano Fidel Castro, bem como figuras mais consensuais como Kofi Annan, antigo secretário-geral das Nações Unidas.

Num comunicado anunciando o prémio em setembro, o comité elogiava Mugabe pelo seu envolvimento "na construção da ordem política e económica do país em benefício do povo do Zimbabué" e pelo "forte apoio ao pan-africanismo e independência africana".

Qiao destacou a "capacidade (de Mugabe) para estabilizar o Zimbabué e ao mesmo tempo promover a paz em África" como presidente da União Africana.

Grupos de defesa dos direitos humanos e políticos da oposição acusam Mugabe de supervisionar a destruição da economia e a brutal repressão no Zimbabué.

Gordon Moyo, secretário-geral do Partido Democrático do Povo (oposição), considerou o prémio uma "insanidade", no 'site' de notícias Bulawayo24.

Os organizadores do prémio, adiantou, "deviam enforcar-se de vergonha por recompensarem assassinos que se disfarçam de promotores da paz".

A cerimónia de entrega do prémio, no valor de 500.000 yuan (71.000 euros), está marcada para dezembro.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas.

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Oposição alarga protesto e anuncia "tomada da Venezuela"

    Mundo

    A oposição venezuelana recusou esta quinta-feira a proibição de manifestações decretada pelo Governo e avisou que, em resposta, ampliará o protesto previsto para sexta-feira, passando de uma "tomada de Caracas" para uma "tomada da Venezuela".

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC