sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, galardoado com Prémio Confúcio da Paz

O criador do Prémio Confúcio da Paz, aspirante a Nobel chinês, defendeu hoje a atribuição do galardão deste ano ao presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, frequentemente acusado de violação de direitos humanos.

Robert Mugabe nas Nações Unidas em Setembro de 2015.

Robert Mugabe nas Nações Unidas em Setembro de 2015.

© Eduardo Munoz / Reuters

Qiao Damo, fundador do Centro Internacional da China de Estudos da Paz, que atribui o prémio, disse à agência France Presse que Mugabe tinha sido reconhecido pelas suas "importantes contribuições" para a paz mundial.

Mugabe, de 91 anos e na liderança do Zimbabué desde 1980, ultrapassou nove outros finalistas, incluindo o fundador da Microsoft Bill Gates, o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e a presidente sul-coreana Park Geun-Hye, adiantou.

"Se ele não tivesse chegado ao poder em 1980, se não tivesse desempenhado um papel, quanto talento teria sido desperdiçado", disse Qiao.

Criado em 2010 como uma resposta chinesa ao Nobel da Paz atribuído ao dissidente chinês Liu Xiaobo, o Prémio Confúcio da Paz já recompensou o presidente russo Vladimir Putin e o ex-presidente cubano Fidel Castro, bem como figuras mais consensuais como Kofi Annan, antigo secretário-geral das Nações Unidas.

Num comunicado anunciando o prémio em setembro, o comité elogiava Mugabe pelo seu envolvimento "na construção da ordem política e económica do país em benefício do povo do Zimbabué" e pelo "forte apoio ao pan-africanismo e independência africana".

Qiao destacou a "capacidade (de Mugabe) para estabilizar o Zimbabué e ao mesmo tempo promover a paz em África" como presidente da União Africana.

Grupos de defesa dos direitos humanos e políticos da oposição acusam Mugabe de supervisionar a destruição da economia e a brutal repressão no Zimbabué.

Gordon Moyo, secretário-geral do Partido Democrático do Povo (oposição), considerou o prémio uma "insanidade", no 'site' de notícias Bulawayo24.

Os organizadores do prémio, adiantou, "deviam enforcar-se de vergonha por recompensarem assassinos que se disfarçam de promotores da paz".

A cerimónia de entrega do prémio, no valor de 500.000 yuan (71.000 euros), está marcada para dezembro.

Lusa

  • Funcionários públicos hoje em greve
    1:37

    Economia

    Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação pode fechar algumas escolas, centros de saúde e outros serviços públicos. O fim da precariedade e o reforço de pessoal são duas das reivindicações do protesto.

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12

    Quadratura do Círculo

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • Nove distritos sob aviso amarelo devido à chuva

    País

    Nove distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes e de granizo, acompanhados de trovoada e rajadas fortes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Bragança, Viseu, Porto, Vila Real, Guarda, Viana do Castelo, Castelo Branco, Coimbra e Braga são os distritos sob aviso o amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.