sicnot

Perfil

Mundo

Presidentes dos EUA e Paquistão apelam aos talibãs que negociem com Cabul

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif, pediram hoje aos talibãs afegãos que retomem as negociações de paz com o Governo de Cabul.

© Kevin Lamarque / Reuters

A espinhosa situação do Afeganistão, vizinho do Paquistão, ocupou grande parte das discussões entre Obama e Sharif, que foi recebido na Casa Branca no âmbito de uma visita de quatro dias aos Estados Unidos.

Os dois dirigentes "apelaram aos chefes talibãs para estabelecerem uma discussão com Cabul e a trabalharem num acordo de paz duradouro", segundo um comunicado comum divulgado após a reunião dos dois responsáveis, que acontece dias depois da decisão de Washington de atrasar a retirada das suas tropas do Afeganistão.

Os dois líderes renovaram a "resolução comum de promover a paz e a estabilidade na região e combater toda forma de extremismo e de terrorismo".

Igualmente reafirmaram o "engajamento em avançar o processo de paz e reconciliação no Afeganistão entre o Governo e os talibãs afegãos".

O Presidente Obama saudou o facto de o Paquistão ter acolhido uma primeira sessão de conversações entre Cabul e os insurgentes em julho deste ano, mesmo que não se tenha chegado a um acordo.

"Nós trabalharemos sobre um grande número de tópicos, não somente as questões de segurança, mas também sobre os assuntos económicos, científicos e ligados à educação", declarou ainda Obama antes da reunião.

Lusa

  • EUA exigem fim da violência entre israelitas e palestinianos
    1:19

    Mundo

    Um israelita foi esfaqueado mas está livre de perigo e dois palestinianos foram atingidos pela polícia. Um morreu, outro está ferido. Três semanas depois do início dos confrontos que já fizeram 60 mortos, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry exige o fim da violência entre israelitas e palestinianos.

  • EUA vão prolongar presença militar no Afeganistão até 2017
    0:54

    Mundo

    Os Estados Unidos vão prolongar a presença militar no Afeganistão até 2017. O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo Presidente Barack Obama, que justifica a decisão com o facto das tropas afegãs ainda não estarem preparadas para defender o país dos grupos terroristas.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.