sicnot

Perfil

Mundo

Furacão aproxima-se do México com rajadas de 400 quilómetros/hora

O furacão "Patricia" avança hoje com rapidez pelo Pacífico até à costa ocidental do México e regista rajadas de vento de 400 quilómetros/hora, informou hoje o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

© NASA NASA / Reuters

Contactada pela agência Lusa, a embaixada de Portugal no México esclareceu que a comunidade portuguesa que possa vir a ser afetada pela passagem do furacão já se encontra alertada.

A embaixada referiu também que, até ao momento, não foi informada sobre a presença de turistas em Jalisco, o primeiro Estado mexicano a ser atingido pelo furacão.

No último boletim, o SMN detalha que às 13:00 locais (19:00 em Lisboa) o furacão, de categoria 5, o máximo na escala de Saffir-Simpson, está "extremamente perigoso" e que prevê que o seu olho se aproxime das costas de Jalisco, oeste do México, ainda esta tarde (hora local).

O furacão encontra-se a cerca de 135 quilómetros a sudoeste de Manzanillo (Colima) e vai provocar "chuva forte", bem como "violentas rajadas de vento e ondas altas nos estados do Pacífico Central".

O "Patricia", cujo olho tem nove quilómetros de diâmetro, desloca-se para norte a 19 quilómetros por hora e com ventos de 325 quilómetros/horas, com rajadas até os 400 quilómetros/hora.

Atualmente, o furacão encontra-se a 220 quilómetros a sul do cabo Corrientes (Jalisco) e a 155 quilómetros a sul da Playa Perula, Jalisco, por onde as autoridades pensam que vai atingir terra.

"É altamente provável que o olho do 'Patricia' comece a passar sobre Playa Perula e Playa Chamela, no sul do Estado de Jalisco e a 95 quilómetros de Manzanillo, Colima, ao final da tarde, às 18:00 locais (24:00 em Lisboa", indica o boletim.

A Proteção civil mexicana colocou sob alerta vermelho (perigo máximo) o Estado de Colima, centro e costa de Jalisco e o centro e sul de Nayarit, assim como o centro e sul de Michoacán.

O "Patricia", 16.º furacão da temporada, formou-se na noite de terça-feira nas águas do Pacífico e na quinta-feira converteu-se num furacão, tendo em horas alcançado a máxima categoria da escala Saffir-Simpson.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.