sicnot

Perfil

Mundo

Governo dos EUA disponibiliza ajuda ao México

O Governo norte-americano disponibilizou hoje ajuda ao México para lidar com os efeitos do furacão "Patricia" que considerou como "épico em tamanho e intensidade".

© NASA NASA / Reuters

"Os nossos pensamentos estão com o povo mexicano, enquanto se prepara para a chegada do furacão Patricia. Os peritos em desastres da USAid (agência para o desenvolvimento norte-americana) estão no terreno e preparados para ajudar", afirmou o Presidente dos Estados, Barack Obama, no Twitter.

O porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disponibilizou "qualquer assistência" que o México possa necessitar, depois da passagem do furacão que promete ser "épico em termos de tamanho e intensidade".

O Governo mexicano não solicitou, até ao momento, ajuda aos Estados Unidos, mas Washington acompanhará a situação de perto.

Os Estados Unidos acreditam que o furacão vai afetar muitos dos seus cidadãos, porque Puerto Vallarrta, no estado de Jalisco, é muito popular entre os norte-americanos.

Os turistas norte-americanos que se encontrem na zona devem seguir as diretrizes do Governo mexicano, do consulado norte-americano e procurar refúgio.

"Patricia" é o furacão "mais poderoso que existiu na história do planeta", com ventos de 325 quilómetros/hora e com uma categoria 5 na escala de Saffir-Simpson.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras