sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 16 mortos em ataque contra xiitas no Paquistão

Pelo menos 16 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas hoje num ataque contra xiitas na cidade de Jacobabad, sul do Paquistão, informaram as autoridades locais.

FIDA HUSSAIN

O ataque ocorreu quando o país se encontra em alerta máximo para os dias de luto de Ashura, durante o mês sagrado de Moharram, altura em que aumenta a violência setária.

"Muitos feridos e as vítimas mortais foram levados para o Hospital Civil", disse o oficial da polícia, Zafar Iqbal.

Inicialmente as autoridades referiram o ataque como tendo sido do tipo suicida, mas, mais tarde, afirmaram ainda estar a investigar.

O ataque, que provocou pelo menos 28 feridos, ocorreu próximo da residência de um líder xiita local, onde estavam devotos que se preparavam para sair para uma procissão em Karachi.

As autoridades paquistanesas destacaram 10.000 soldados e 6.000 paramilitares para prevenir a violência sectária durante o Moharram.

Durante o mês sagrado, que começou quinta-feira, os xiitas realizam procissões e encontros para lamentar o martírio do profeta Maomé, neto do Imã Hussain na batalha de Karbala, no Iraque em 680 d.C.

Hussain é também venerado por sunitas, mas os mais radicais opõem-se ao luto público do martírio.

A violência sectária -- em particular de extremistas sunitas contra xiitas, que são cerca de 20% dos 200 milhões de paquistaneses -- já provocou milhares de mortos no país ao longo da última década.

Na quinta-feira, um homem fez-se explodir numa mesquita, provocando a morte a 11 xiitas, incluindo seis crianças.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.