sicnot

Perfil

Mundo

Presidente sul-africano revoga aumento de matrículas após protestos estudantis

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, revogou hoje o aumento do preço das matrículas na universidade para 2016, depois de vários dias de protestos estudantis que paralisaram o ensino superior em todo o país.

© Stringer Shanghai / Reuters

"Chegámos a acordo para que não haja qualquer aumento das matrículas em 2016", disse Zuma após uma reunião com dirigentes do movimento estudantil de contestação, numa declaração transmitida pela televisão.

A reunião decorreu na sede do governo, frente à qual se realizava um protesto de estudantes, e Zuma previa falar aos manifestantes, mas a situação degenerou em confrontos com a polícia, que dispersou os estudantes com granadas de atordoamento e gás lacrimogéneo.

"Vamos continuar a discutir os problemas mais amplos das matrículas. Foram levantados vários problemas, que devem ser acompanhados, como a educação gratuita, a independência das universidades e o racismo", disse o presidente.

As manifestações estudantis começaram na semana passada em Joanesburgo, estendendo-se a todo o país, depois do anúncio de um aumento de mais de 10% do preço das matrículas que, segundo os estudantes, vai impedir o acesso dos mais pobres ao ensino superior.

Lusa

  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52