sicnot

Perfil

Mundo

John Kerry reúne-se hoje com rei da Jordânia e com Presidente palestiniano

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, tem hoje encontros com o rei da Jordânia, Adbullah II, e com o Presidente palestiniano Mahmud Abbas, para tentar acalmar o conflito entre palestinianos e israelitas.

HERBERT NEUBAUER/ EPA

Fontes governamentais jordanas e diplomáticas palestinianas adiantaram à agência de notícias EFE que o objetivo destas reuniões é tentar acalmar o que parece "uma revolta palestiniana" pelas intenções de Israel em mudar o 'status quo'" em relação ao complexo da Mesquita al-Aqsa, terceiro lugar sagrado para o islão e o primeiro para o judaísmo.

As autoridades de Israel levantaram na sexta-feira as restrições de idade à entrada na Esplanada das Mesquitas, na origem da recente escalada da violência.

O local tem sido historicamente um foco de tensão e, nas últimas semanas, deu origem a uma escalada da violência depois de as autoridades israelitas, por ocasião da celebração de um feriado judaico, terem proibido a entrada no complexo aos homens muçulmanos menores de 50 anos.

O levantamento da restrição foi visto por observadores como um gesto de apaziguamento do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, depois da reunião que manteve na quinta-feira com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Lusa

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 44

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 44 mortos, disse esta sexta-feira a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC

  • Aberta nova frente de guerra no Iraque
    1:20

    Mundo

    Uma nova frente de guerra no Iraque está aberta. O exército de Bagdade combate as forças curdas e luta pelo controlo da província petrolífera de Kirkuk. Na origem da ofensiva está o referendo não reconhecido à independência do Curdistão.