sicnot

Perfil

Mundo

Furacão "Patrícia" passou a tempestade tropical

O "Patrícia", que antes de tocar terra foi considerado o mais forte furacão da história da meteorologia mundial, transformou-se hoje em tempestade tropical ao chegar ao México através do Pacífico, anunciou o Centro dos Furacões norte-americano (NHC).

© Edgard Garrido / Reuters

Segundo o boletim do NHC das 12:00 TMG (13:00 em Lisboa), os ventos mais fortes baixaram de intensidade para os 80 quilómetros por hora (km/h) e prevê-se que ainda percam força à medida que se embrenham no interior do México.

O furacão chegou a atingir ventos de 325 km/h no mar e 270 km/h quando tocou terra.

O "Patrícia", furacão de categoria 5, a mais alta da Escala de Saffir/Simpson e considerado "extremamente perigoso", tocou terra cerca das 18:00 locais de sexta-feira (00:00 em Lisboa), no estado mexicano de Jalisco.

A sua dimensão inédita levou ao destacamento de mais de 11.000 militares, marinha e polícia federal nos estados de Jalisco, Colima e Nayarit para apoiar a população vulnerável, estimada em 400.000 pessoas.

No entanto, o presidente Enrique Peña Nieto já tinha informado o país de que as primeiras informações davam conta de que os danos estavam a ser menores do que o esperado, apesar das fortes chuvas no noroeste do país.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.