sicnot

Perfil

Mundo

Carta-aberta de personalidades cabo-verdianas exige "liberdade imediata" para ativistas angolanos

Personalidades ligadas à cultura e ao ativismo social em Cabo Verde exigem, em carta aberta ao Presidente angolano, a "libertação imediata" dos ativistas detidos desde junho em Angola, acusados de conspirar para destituir o regime.

A carta divulgada na rede social Facebook na página "Liberdade aos Presos Políticos em Angola" é dirigida ao Presidente José Eduardo dos Santos e evoca o respeito pelos direitos humanos e a relação histórica entre os dois países.

"Tal como no passado aquando do encarceramento de então jovens angolanos anticolonialistas no Campo de Concentração do Tarrafal (Cabo Verde), na sequência dos acontecimentos de 4 de fevereiro de 1961, nós, os signatários da presente carta, imbuídos do espírito humanista e em respeito da relação histórica entre Cabo Verde e Angola, exigimos a libertação imediata dos 15 jovens políticos angolanos", refere o texto da carta.

"Fazemos esta exigência em nome dos valores universais da liberdade, justiça e da solidariedade, no respeito pela defesa dos direitos humanos e a favor de uma Angola livre, de paz e inclusiva", prossegue o texto.

A carta foi assinada por duas dezenas de personalidades ligadas à cultura e ao ativismo social em Cabo Verde.

O artista plástico Tchalé Figueira, o encenador João Branco, a musicóloga Lúcia Cardoso, o rapper Hélio Batalha, o sindicalista Maky Silva e o movimento #mac114- mobilização de ação cívica são alguns dos signatários do texto.

Os 15 ativistas, entre os quais se conta o luso-angolano Luaty Beirão, em greve de fome há 36 dias, foram detidos a 20 de junho durante uma reunião semanal.

Outros dois jovens foram detidos dias depois e permanecem também em prisão preventiva.

Foram todos acusados da coautoria material de um crime de atos preparatórios para uma rebelião e para um atentado contra o Presidente de Angola.

Segundo a acusação, reuniam-se aos sábados para discutir as estratégias e ensinamentos da obra "Ferramentas para destruir o ditador e evitar uma nova ditadura, filosofia da libertação para Angola", do professor universitário Domingos da Cruz - um dos arguidos detidos -, adaptado do livro "From Dictatorship to Democracy", do norte-americano Gene Sharp.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.