sicnot

Perfil

Mundo

Chile planta 6.900 plantas canábis para medicamento destinado cancro e epilepsia

O Chile plantou hoje 6.900 plantas de canábis destinadas à produção de um medicamento para patologias associadas ao cancro e à epilepsia, anunciou a Fundação Daya, encarregada do projeto.

© Steve Dipaola / Reuters

"Esta segunda plantação (depois de uma primeira com 400 plantas em 2014) conta 6.900 plantas cultivadas numa superfície com um hectare e meio", especificou Alejandra Ahumada, química da Fundação, à agência noticiosa AFP.

O projeto, elaborado pelo serviço de agricultura e pecuária da comuna de Colbun, situada 260 quilómetros a sul da capital, é apoiado por 20 municípios chilenos que esperam ganhar com o medicamento à base de canábis, destinado a tratar cerca de quatro mil doentes que sofrem de cancro, epilepsia e dores crónicas ligadas ao cancro.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.