sicnot

Perfil

Mundo

Chile planta 6.900 plantas canábis para medicamento destinado cancro e epilepsia

O Chile plantou hoje 6.900 plantas de canábis destinadas à produção de um medicamento para patologias associadas ao cancro e à epilepsia, anunciou a Fundação Daya, encarregada do projeto.

© Steve Dipaola / Reuters

"Esta segunda plantação (depois de uma primeira com 400 plantas em 2014) conta 6.900 plantas cultivadas numa superfície com um hectare e meio", especificou Alejandra Ahumada, química da Fundação, à agência noticiosa AFP.

O projeto, elaborado pelo serviço de agricultura e pecuária da comuna de Colbun, situada 260 quilómetros a sul da capital, é apoiado por 20 municípios chilenos que esperam ganhar com o medicamento à base de canábis, destinado a tratar cerca de quatro mil doentes que sofrem de cancro, epilepsia e dores crónicas ligadas ao cancro.

Lusa

  • Seca extrema agrava-se no interior alentejano, produção de trigo pode cair 40%
    6:22

    País

    A falta de chuva está a provocar prejuízos na agricultura, em especial no setor dos cereais, como o trigo que, este ano, deverá registar uma quebra de 40% na produção. O repórter Luís Godinho convidou o agricultor e professor de Ciências Agrárias na Universidade de Évora, Ricardo Freixial, para explicar os prejuízos que a seca está a provocar nas culturas e a sustentabilidade da agricultura portuguesa perante as alterações climáticas.