sicnot

Perfil

Mundo

Consumo de charcutaria é cancerígeno, carne vermelha "provavelmente" também

Os alimentos de charcutaria são cancerígeno e a carne vermelha "provavelmente" também o é, alerta a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Alheiras portuguesas

Alheiras portuguesas

Preparados de carne de porco, salgados e fumados, como presunto e enchidos, são responsáveis pelo cancro do intestino. A carne vermelha "provavelmente" também provoca esta doença. A conclusão é do Centro Internacional de Investigação sobre o Cancro, agência da OMS.

"Estes resultados confirmam as recomendações de saúde pública já feitas para limitar o consumo de carne", disse o diretor desta agência,Christopher Wild, citado pela AFP. A carne de porco está incluída no grupo das carnes vermelhas tal como a vaca, a vitela, o cordeiro, o cavalo e a cabra.

Os alimentos de charcutaria - e outras carnes processadas - estão agora incluídos no grupo dos agentes que causam cancro, como o tabaco ou o amianto.

Segundo as últimas estimativas do Projeto Fardo Mundial da Doença, 34 mil mortes por cancro por ano no mundo são atribuídas a uma alimentação rica em produtos de charcutaria, um milhão de mortes ao tabaco e 600 mil devido ao álcool.

A agência da OMS para o cancro consultou mais de 800 estudos para determinar que as carnes preparadas se incluem no Grupo 1 - "Agentes cancerígenos para o homem". A carne vermelha está no Grupo 2A - "Agentes provavelmente cancerígenos para o homem".

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.