sicnot

Perfil

Mundo

Existe preto mais preto que o preto

Os cientistas criaram o material mais preto de sempre, tão escuro que absorve quase toda a luz que sobre ele incide. Este material super-preto poderá ser útil para o desenvolvimento de painéis solares mais eficientes ou alterar completamente a forma como são fabricados.

O novo material absorve 99% da luz em todos os ângulos, mais 26% que os nanotubos de carbono, o material mais escuro que se conhece.

O ideal para a absorção de energia seria um material negro que "absorvesse radiação em todos os ângulos e polarizações", escrevem os investigadores no estudo publicado na revista Nature Nanotechnology. Um objetivo praticamente impossível, mas que os cientistas não colocam de lado.

Segundo relata o jornal inglês The Independent, as pessoas que já olharam para este material "preto mais preto que o preto" dizem que é estranho por que é tão escuro que o olho humano não consegue compreender plenamente, vêm um interminável abismo.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.