sicnot

Perfil

Mundo

Instalação de câmaras na Esplanada das Mesquitas provoca tensão

O acordo sobre a Esplanada das Mesquitas anunciado no sábado enfrentou hoje um primeiro obstáculo, com a fundação islâmica que administra o local sagrado a acusar Israel de impedir a aplicação das medidas decididas.

Cidade velha de Jerusalem, local sagrado para muçulmanos, judeus e católicos.

Cidade velha de Jerusalem, local sagrado para muçulmanos, judeus e católicos.

© Amir Cohen / Reuters

A divergência relaciona-se com a decisão de instalar câmaras de vigilância no complexo para evitar uma repetição dos incidentes violentos das últimas semanas.

A medida faz parte do acordo anunciado no sábado entre Israel, que controla o acesso ao local, e a Jordânia, guardiã dos lugares santos de Jerusalém, mediado pelos Estados Unidos.

Mas, hoje de manhã, a fundação islâmica Waqf, que administra a Esplanada das Mesquitas, afirmou ter sido impedida de instalar as câmaras pela polícia israelita, condenando "a ingerência israelita" e acusando Israel de querer "instalar câmaras que sirvam apenas os seus interesses e não os da verdade e da justiça".

Em resposta, o governo israelita afirmou em comunicado que "as disposições quanto à maneira e ao local" da instalação das câmaras têm de ser coordenadas com o governo israelita.

A Esplanada das Mesquitas fica em Jerusalém-leste, ocupada por Israel desde 1967, e nela se situa a mesquita de Al-Aqsa, o terceiro local mais sagrado para o Islão, que o designa como Nobre Santuário, e primeiro para o judaísmo, que o designa como Monte do Templo.

A instalação das câmaras suscitou a desconfiança de alguns dirigentes palestinianos, receosos de que o dispositivo sirva apenas para facilitar as detenções de palestinianos pela polícia israelita.

Segundo o primeiro-ministro israelita, no entanto, a videovigilância serve "o interesse de Israel" de "refutar as alegações de que viola o 'statu quo'" do local, de "mostrar de onde partem verdadeiramente as provocações" e de as impedir.

Palestinianos e jordanos acusam Israel que pretender mudar as regras, segundo as quais apenas os muçulmanos podem rezar na mesquita, para permitir aos judeus rezar no local e, a prazo, dividir a Esplanada entre judeus e muçulmanos. Israel nega.

Nas últimas semanas, a limitação do acesso dos homens muçulmanos ao local devido a um feriado hebraico deu origem a uma série de incidentes, que levaram à morte de 56 palestinianos, oito israelitas, um eritreu e um árabe-israelita.

Lusa

  • Mais dois esfaqueamentos em Israel
    2:37

    Mundo

    No Médio Oriente continua a onda de violência que começou há cerca de um mês. Hoje, registaram-se dois novos esfaqueamentos levados a cabo por palestianos contra israelitas. As imagens podem impressionar. São mostradas pelo correspondente da SIC em Telavive. Henrique Cymerman fala destes dois novos casos de violência, mas conta também como o esforço da diplomacia norte-americana começa a surtir efeito.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC