sicnot

Perfil

Mundo

Venezuela decreta estado de emergência em mais um município fronteiriço com a Colômbia

O Presidente venezudelano Nicolás Maduro decretou hoje o estado de emergência no município de Atures, zona de passagem do Estado de Amazonas (sul) para a Colômbia, para combater grupos de paramilitares, de narcotraficantes e o contrabando de produtos.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

O decreto presidencial alega a existência de "circunstâncias extraordinárias que afetam a ordem socioeconómica e a paz social" local e que visa "garantir a toda a população o gozo pleno e exercício dos direitos".

A 19 de agosto último o Governo venezuelano encerrou, por 72 horas, as passagens fronteiriças do Estado Táchira, com a vizinha Colômbia, após uma emboscada de alegados contrabandistas a militares venezuelanos.

Cinco dias depois, as autoridades venezuelanas decretaram o estado de emergência em seis municípios fronteiriços com a Colômbia, justificando a medida com as mesmas razões: combate a grupos paramilitares, ao narcotráfico e ao contrabando.

A medida foi decretada por 60 dias prorrogáveis e depois ampliada a 20 municípios, abrangendo também os Estados venezuelanos de Zúlia e Apure.

Desde o encerramento da fronteira, pelo menos 1.355 colombianos foram repatriados e mais de quinze mil abandonaram a Venezuela voluntariamente, segundo fontes não oficiais.

O encerramento tem gerado preocupação em organismos internacionais como a União de Nações da América do Sul (Unasul) e a União Europeia.

Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.