sicnot

Perfil

Mundo

Egípcios escolhem primeiro Parlamento desde a queda do regime de Morsi

As urnas voltaram a abrir no Egito para as eleições legislativas que se realizam por fases e que só ficarão concluídas em dezembro. São 53 milhões de eleitores que escolhem o primeiro Parlamento desde a queda do regime do islamita Mohamed Morsi, em 2013.

© Asmaa Waguih / Reuters

Na primeira fase, que arrancou na semana passada, votaram os emigrantes e 14 das 27 províncias do Egito. Registou uma afluência de pouco mais de 25 por cento dos eleitores, ainda abaixo das últimas presidenciais de 2014.

Mergulhado numa profunda crise política há vários anos, o Egito tenta assim escolher o primeiro parlamento eleito desde que o general Abdel Fattah al-Sisi, antigo chefe do exército, destituiu o islamita Mohamed Morsi, em 2013.

Mas o resultado mais provável é um apoio reforçado ao atual Presidente, Abdel Fatah al-Sissi, depois de reprimida toda a oposição islamita, laica e liberal.

  • Hoje, o Primeiro Jornal esteve em Leiria
    1:13
  • Nova tecnologia provoca a queda de drones
    1:39

    País

    Um dia depois da divulgação das medidas de identificação e da obrigatoriedade de seguro para os drones, sabe-se agora que vem aí uma tecnologia para a deteção de drones e respetivos operadores, com capacidade para neutralizar os aparelhos. O início dos testes está previsto para o final do mês, na altura em que a nova legislação será publicada. 

  • "Estamos a perder tempo adiando a descentralização"
    1:29
  • Fãs choram morte de Chester Bennington
    2:12
  • Bigode de Salvador Dalí está intacto, às "10 para as 10"

    Cultura

    O corpo do pintor surrealista catalão foi ontem exumado no Teatro-Museo de Figueres, por ordem de um tribunal de Madrid, para um exame de determinação de paternidade de Pilar Abel, que alega ser filha do artista. O pintor que morreu há 28 anos foi embalsamado e mumificado pelo que o corpo continua preservado e o famoso bigode levantado.

  • Alunos de medicina fazem rastreios porta-a-porta em Belmonte
    2:18

    País

    Cerca de 60 estudantes de vários pontos do país estão em Belmonte, onde vão realizar várias atividades ligadas à saúde durante quatro dias. A SIC acompanhou esta sexta-feira o trabalho na aldeia de Colmeal da Torre. Os alunos fazem rastreios à glicemia, medição da tensão arterial e avaliação da percentagem de gordura corporal; e o objetivo é sensibilizar a população para a importância de hábitos e estilos de vida saudáveis.