sicnot

Perfil

Mundo

Egípcios escolhem primeiro Parlamento desde a queda do regime de Morsi

As urnas voltaram a abrir no Egito para as eleições legislativas que se realizam por fases e que só ficarão concluídas em dezembro. São 53 milhões de eleitores que escolhem o primeiro Parlamento desde a queda do regime do islamita Mohamed Morsi, em 2013.

© Asmaa Waguih / Reuters

Na primeira fase, que arrancou na semana passada, votaram os emigrantes e 14 das 27 províncias do Egito. Registou uma afluência de pouco mais de 25 por cento dos eleitores, ainda abaixo das últimas presidenciais de 2014.

Mergulhado numa profunda crise política há vários anos, o Egito tenta assim escolher o primeiro parlamento eleito desde que o general Abdel Fattah al-Sisi, antigo chefe do exército, destituiu o islamita Mohamed Morsi, em 2013.

Mas o resultado mais provável é um apoio reforçado ao atual Presidente, Abdel Fatah al-Sissi, depois de reprimida toda a oposição islamita, laica e liberal.

  • Explosão em restaurante no Canadá causa pelo menos 15 feridos, 3 graves
    0:56

    Mundo

    Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas numa explosão em Mississauga, Ontário, no Canadá. Três vítimas estão em estado grave. Os feridos foram levados para o hospital. De acordo com as autoridades, a explosão foi causada por dois homens, com cerca de 20 anos, num restaurante indiano, que fugiram do local depois do ataque. A zona foi evacuada e a polícia está a investigar o caso.

  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC