sicnot

Perfil

Mundo

Filho de Fidel Castro recebido pela vice-primeira-ministra chinesa

O físico nuclear Fidel Castro Díaz-Balart, filho do ex-líder cubano Fidel Castro, foi recebido em Pequim pela vice-primeira-ministra chinesa, tendo defendido um impulso no intercâmbio científico entre a China e Cuba, noticia a imprensa chinesa.

reuters

Segundo destaca hoje o Global Times, jornal de língua inglesa do grupo Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista da China, Castro Díaz-Balart, assessor do Presidente de Cuba (o seu tio Raul Castro) para assuntos relacionados com a ciência, lidera a delegação que, no encontro com Liu Yandong, na segunda-feira, analisou a cooperação tecnológica entre os dois regimes comunistas.

A vice-primeira-ministra chinesa destacou as conquistas de Cuba e o bom estado das relações entre Pequim e Havana, também em matéria de ciência e inovação, segundo o mesmo jornal.

O filho mais velho de Fidel Castro esteve na semana passada no Cazaquistão, onde visitou centros de desenvolvimento tecnológico e científico em Astana e Almaty e proferiu uma conferência sobre nanotecnologia.

  • O que o mundo diz sobre o busto de Cristiano Ronaldo

    Desporto

    O Aeroporto Cristiano Ronaldo foi inaugurado esta quarta-feira. A notícia foi dada pelos meios de comunicação de todo o mundo, que não deixaram passar o busto do jogador português, apresentado pelo próprio. A estátua foi amplamente comentada e analisada, com palavras como "terrível", "duvidoso" e "bizarro".

    Ana Rute Carvalho

  • Mulher detida ao tentar atropelar polícias junto ao Capitólio, em Washington

    Mundo

    Agentes da polícia abriram fogo contra uma mulher (e não um homem, ao contrário do que inicialmente se disse) que conduzia um carro perto do Capitólio e tentava atropelá-los, segundo o Departamento da Polícia Metropolitana de Washington. A mulher foi detida mas a polícia garante que não se tratou de um ato terrorista.

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.