sicnot

Perfil

Mundo

Ministro do Interior de Cuba demite-se por motivos de saúde

O ministro do Interior de Cuba, o general Abelardo Colomé, demitiu-se por motivos de saúde, ao fim de 26 anos no cargo e depois de ter sido um dos fundadores dos serviços de informação do país, anunciou o governo.

© POOL New / Reuters

O Conselho de Estado, órgão supremo do executivo cubano, "decidiu aceitar a demissão apresentada pelo general Abelardo Colomé Ibarra, herói da República de Cuba, da sua condição de membro do Conselho de Estado e da sua função de ministro do Interior, bem como a sua inscrição no serviço militar de reserva", indica um comunicado oficial lido na televisão na noite de segunda-feira.

"Quando sentiu que a sua saúde limitava o cumprimento das suas importantes responsabilidades, ele não hesitou em demitir-se, demonstrando a sua confiança no futuro da revolução cubana e do socialismo", acrescenta a mesma nota.

A possibilidade de Colomé, de 76 anos, um dos colaboradores mais próximos do Presidente Raúl Castro, se retirar por motivos de saúde vinha a ser avançada há vários meses.

Para o substituir, o Conselho de Estado nomeou o general Carlos Fernández Gondín, de 77 anos, que era até á data vice-ministro do Interior.

Lusa

  • Mosquito transmissor da dengue detetado em Portugal

    País

    Uma espécie de mosquito que é transmissor do vírus da dengue foi identificado pela primeira vez em Portugal, na região Norte do país, anunciou esta quarta-feira a Direção-geral da Saúde (DGS) e o Instituto Doutor Ricardo Jorge.

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.